Meio Bit » Baú » Mobile » Google mostra as versões do Android mais populares

Google mostra as versões do Android mais populares

Três versões distintas do Android são utilizadas simultaneamente por usuários da plataforma. Até onde essa fragmentação prejudica o crescimento do sistema?

04/05/2010 às 14:53

O Android, mesmo não estando exatamente sob as asas do Google, mostra que guarda consigo algumas características herdadas da empresa que o lançou no mercado, como o rápido e constante desenvolvimento. Em pouco mais de dois anos no mercado, esse sistema móvel já encontra-se na versão 2.1, e a próxima, 2.2, já está sendo preparada.

Fazer os usuários atualizarem seus sistemas já é complicado por si só, quando entram operadoras e questões burocráticas no meio, então... Um dos maiores problemas da plataforma Android é a fragmentação de versões disponíveis no mercado. Isso porque novos recursos/APIs inviabilizam a execução de um aplicativo em todas as versões, restringindo-as, em alguns casos, às mais novas. O cliente oficial do Twitter para Android, lançado recentemente, é um belo exemplo disso. Como só funciona na versão 2.1 ou posterior, muitos usuários ficaram privados de usá-lo.

Para ajudar desenvolvedores a tomar decisões nessa área, regularmente são liberados gráficos que mostram, em média, qual a participação de mercado de cada versão do Android. Os dados não são absolutos porque baseiam-se nos acessos ao Android Market, e como sistema aberto que é, fabricantes e operadoras têm o direito e realmente vedam o acesso de alguns de seus aparelhos à principal loja de apps do Android. De qualquer maneira, é um bom (se não o único) parâmetro para conhecer essa divisão.

Versões do Android que rodam por aí...

Versões do Android que rodam por aí...

O gráfico é baseado nos acessos ao Android Market realizados entre 19 de abril e 3 de maio, e mostra que, hoje, três versões dominam o cenário: 1.6, com 29,4%; 2.1, com 32,4%; e 1.5, a mais popular de todas, com 37,2%.

Uma olhada no gráfico de dezembro de 2009 mostra que a fragmentação está aumentando na medida em que novas versões do Android são lançadas. Naquela época, a versão 1.6 respondia por cerca de 56% dos dispositivos.

Divisão de versões do Android em dezembro de 2009.

Divisão de versões do Android em dezembro de 2009.

Será que é hora da Open Handset Alliance dedicar tempo ao desenvolvimento de uma solução de atualização mais unificada e eficiente? Ou a própria natureza aberta do Android inviabiliza esforços nessa área?

Fonte: BetaNews.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários