Meio Bit » Baú » Fotografia » Canon cresce 11% no primeiro trimestre do ano

Canon cresce 11% no primeiro trimestre do ano

29/04/2010 às 20:07

Lembram de toda a conversa sobre a crise econômica do ano passado e como todas as empresas voltadas para o ramo fotográfico divulgaram previsões de que o futuro seria um pouco mais negro? Então, algumas dessas previsões se concretizaram, e outras não. A Canon, com certeza, está no segundo grupo de empresas. O grupo nipônico divulgou nessa semana que durante o primeiro trimestre do ano de 2010 obteve um crescimento de 11% nas vendas, tendo como comparação o mesmo período do ano passado.

O interessante é que podemos segmentar os dados por região do globo. Por exemplo, em países emergentes o crescimento se deu principalmente em câmeras compactas. Já nos países desenvolvidos, as DSLR foram o carro principal que alavancou esse crescimento da Canon. No topo das vendas da empresa encontramos a EOS 7D, a EOS 5D Mark II e a EOS Rebel 550D, lembrando que todas elas possuem gravação de vídeo em alta definição com 1080 pixels de resolução.

Notícia interessante, ainda mais se pensarmos que a Canon costuma sempre estar no topo das listas de vendas, mesmo não tendo as câmeras mais baratas. Um dos reflexos dessa fase positiva da empresa é que eles não possuem planos, pelo menos no momento, de investir em câmeras com lentes intercambiáveis sem espelho. Quem disse isso foi Niihori Kenichi, um dos diretores da empresa.

Pode parecer uma declaração sem importância, mas temos que colocar as coisas dentro da perspectiva da indústria fotográfica. O sistema micro-quatro-terços conseguiu muitas criticas positivas, porém não conseguiu uma participação muito grande no mercado. É um sistema muito caro, reservado para quem quer muita qualidade de imagem, quipamentos compactos e tem grana para investir nisso. Todas as outras empresas estão correndo atrás desse novo mercado e criando suas próprias versões do sistema, mas a posição de líder coloca a Canon em uma situação confortável para não dar importância para essa pequena fatia valiosa do mercado.

Se eles vão se arrepender no futuro, só o tempo e as tendências tecnológicas e mercadológicas é que dirão.

Fonte: Foto Actualidad

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários