Meio Bit » Baú » Indústria » Android passa iPhone em tráfego na Web nos EUA

Android passa iPhone em tráfego na Web nos EUA

Android passa iPhone em tráfego de dados nos Estados Unidos. Se havia a incerteza de que Apple e Google estão em guerra, ela não existe mais.

28/04/2010 às 9:44

Um consenso geral é de que o iPhone mudou, ou melhor, catapultou a utilização de celulares para acesso à Internet. Antes dele, o acesso era difícil, incômodo e atrapalhado. Bastou uma tela grande e multitouch para que as pessoas se familiarizassem com a ideia de usar a Internet na palma da mão, e passassem a fazê-lo de fato, indo além das propagandas onde, (in)felizmente, tudo é mamão com açúcar.

Lá se vão quase três anos do anúncio do primeiro iPhone, e as coisas, enfim, começam a mudar. O smartphone da Apple continua forte na Web, mas um concorrente novato, um tal de Android, vem roubando a cena. Segundo dados do relatório de março da AdMob, empresa especializada em mensurar a repercussão de anúncios publicitários em plataformas móveis, no mês passado smartphones equipados com o sistema operacional da Open Handset Alliance ultrapassaram, em tráfego, o iPhone nos Estados Unidos.

Gráfico de março/2010.

Gráfico de março/2010.

Em março, nos EUA, o Android respondeu por 46% das impressões, enquanto o iPhone, 39% (uma queda de mais de 5% em relação a fevereiro).

Considerando o mundo inteiro, o iPhone ainda mantém confortável dianteira (46% contra 25%), mas há que se levar em conta que, em geral, os EUA antecipam tendências. Ligando "A" com "B"...

Além da briga Google (maior apoiadora/incentivadora do Android) vs. Apple, essa briga coloca dois modelos/filosofias completamente diferentes frente a frente. De um, a Apple e sua tática de manter tudo fechado, controlado, regulamentado, quase um Big Brother digital - e isso da empresa que deu uma marretada no próprio em 1984... Do outro, a ideia do "é de todo mundo", um sistema aberto, baseado em Linux, apoiado por mais de sessenta empresas, entre fabricantes de smartphones e componentes, operadoras, companhias de software, etc.

O Android cresce em todos os aspectos num ritmo bastante forte. De smartphones vendidos a aplicativos em sua loja virtual, um gigante começa a aparecer, para bater de frente com outros dois (iPhone OS e Blackberry OS), e aguardar novos e promissores competidores (Windows Phone 7 e MeeGo). Nunca antes o mercado de sistemas operacionais móveis esteve tão interessante.

relacionados


Comentários