Meio Bit » Baú » Indústria » Microsoft imita Apple e explora pobres trabalhadores chineses

Microsoft imita Apple e explora pobres trabalhadores chineses

17/04/2010 às 15:13

A Denúncia da Semana é do Comitê Nacional do Trabalho, nos EUA. a chinesa Dongguan Kunying Computer Goods Company Ltd de maltratar funcionários, ter péssimas condições de trabalho, trocar plano de saúde por um barril de choppe e basicamente seguir a cartilha de C.M. Burns.

Entre as acusações dizem que os trabalhadores cumprem jornadas de 15 horas, totalizando 97 horas semanais, durante as quais não podem conversar, ouvir música ou sequer ir ao banheiro.

Trabalhadores mal-comportados são punidos com tarefas como... limpar o banheiro. Não acho que seja punição, se ninguém vai, não está sujo.

Por tudo isso ganham um salário de US$0,65/hora.

Hum. US$252,00 no mês. Se comparar com um bombeiro chinês, que ganha US$170/mês, nem está ruim.

Curiosamente essas denúncias sempre envolvem nomes de peso. Da última vez foi a Apple. A empresa aliás é alvo. TODO artigo criticando algo relacionado a players de música sempre tem 'iPod' no título, afinal "ouvir música alta faz mal" não é tão dramático como 'iPods deixarão seus filhos surdos".

A personalização das denúncias tem um efeito contrário. Dá a impressão (errônea) de que somente as fábricas que produzem material da Apple, Microsoft ou da bola da vez são ruins, todas as outras fábricas chinesas são dirigidas por este cara aqui:

não se enganem, ele explorava Ooompa-Loompas

Na realidade as condições nas fábricas chinesas são todas muito semelhantes, e TUDO praticamente é feito por lá. Se revoltar e boicotar Microsoft e Apple é bonito, mas se quiser mesmo terá que boicotar até o seu mousepad.

Eu gostaria muito de ver uma reportagem sobre condições de trabalho na China, Taiwan, Malásia, mas do ponto de vista de quem VIVE nesses países, não uma denúncia besta estilo Michael Moore que não explica ao consumidor que ele pagará 15x mais por um tênis, se a Nike montar fábrica nos EUA.

De resto, vou continuar comprando na Deal Extreme, pois do contrário o pequeno Ping perderá seu emprego, e na China US$0,65/hora fazem muita falta.

Fonte: China Tech News

relacionados


Comentários