Meio Bit » Baú » Internet » O Japão não entendeu a Internet

O Japão não entendeu a Internet

11/04/2010 às 15:26

Não que a Internet entenda o Japão, fonte de 98% das bizarrices espalhadas pelos intertubos, mas era de se esperar que ao menos o básico eles entendessem.

Mesmo assim algumas coisas lá são até semelhantes ao resto do mundo. A velha mídia nipônica também tem dificuldade com os Novos Tempos. Enfrentam os mesmos dilemas: Conteúdo pago ninguém acessa, conteúdo gratuito não dá pra monetizar. Só que como são poucos grandes jornais, conseguem fechar o conteúdo e manter os leitores presos à assinatura da edição de papel.

Aqui entretanto eles nos surpreendem. Talvez por olho grande (pun intended) os responsáveis pelo Nikkei, um dos maiores jornais do país resolveram que só são válidos visitantes que entram pela página principal do site.

Por isso em sua política de uso, há a INCRÍVEL cláusula:

Política de Links:
Por favor envie um email para [email protected] com informação sobre seu website, endereço do site, texto do link, nome e detalhes de contato antes de adicionar um link tirado de nosso website. Em geral links de outro site para nossa home são aceitáveis, entretanto nos reservamos o direito de rejeitar links para websites e links em si que não aprovemos

YES, eles querem que antes de colocar UM LINK PARA O SITE DELES, você peça permissão.

O Japão não faz sentido

Isso vai contra o básico do básico da Internet, sem o link não há comunicação, não há Google.

Links são tão importantes que há até técnicas de sites picaretas como o Experts Exchange e vários fóruns, que liberam o conteúdo para o buscador do Google, mas bloqueiam para visitantes, assim são visitados e indexados MAIS links. (há uma técnica para dar a volta nesses picaretas)

Ao querer impedir e restringir os links o Nikkei está indo pelo mesmo caminho dos jornais que querem cobrar do Google pelo direito de indexar seu conteúdo. Não sei aonde vai dar mas não é um caminho que eu ache muito interessante seguir.

Fonte: Ars Technica

relacionados


Comentários