Meio Bit » Arquivos » Fotografia » Songbird diz adeus ao Linux

Songbird diz adeus ao Linux

Desenvolvedores do Songbird eliminam Linux da lista de sistemas suportados.

06/04/2010 às 7:01

Songbird diz adeus ao Linux...

Songbird diz adeus ao Linux...

Já disse alguém que a diferença entre a realidade e a ficção é que a ficção precisa fazer sentido. Lembrei dessa frase ao saber que o Songbird, uma espécie de jukebox/player de áudio open source baseada nos projetos da Mozilla, não mais dará suporte ao Linux. É a realidade, cheia de surpresas que dispensam maiores explicações.

Mas, nesse caso específico, há uma explicação. Não muito clara, mas está lá, no blog oficial. O Songbird está presente em vários dispositivos e nos principais sistemas operacionais desktop do mercado, e manter essa estrutura, com tudo funcionando bem, atualizado e em todo lugar, é complicado, principalmente com o time reduzido com que a empresa conta. Assim, após muita conversa e com "dor no coração", os desenvolvedores optaram por parar de suportar a versão para Linux.

Ainda oferecerão atualizações, códig0-fonte, nightly builds, tudo isso, mas sem testes de qualidade mais aprofundados, nem garantias de que novidades das versões Windows e Mac OS X entrarão nas futuras versões do Linux.

O que eu achei mais curioso é que, ante a repercussão da notícia, Georges Auberger, autor do post, atualizou-o com uma tabela mostrando a participação da comunidade no desenvolvimento do programa. Linuxer, não chore: o Windows ganha disparado em todos os quesitos, e em segundo lugar, está a comunidade do Mac OS X. Em trabalho comunitário, pelo menos no que toca ao Songbird, o Windows dá show. Definitivamente, a realidade não só não faz sentido, mas é também uma brincalhona que adora uma fina ironia...

Tabela do desenvolvimento do Songbird, por plataforma.

relacionados


Comentários