Meio Bit » Baú » Indústria » Gênios de Hollywood só agora perceberam que piratas são cool

Gênios de Hollywood só agora perceberam que piratas são cool

22/03/2010 às 10:26

Não é preciso chegar em Jack Sparrow, desde que o cinema é cinema a pirataria é romantizada e distorcida, sendo transformada de um simples ato de roubo em algo aventureiro, divertido, quase nobre. Todo garoto já brincou de pirata. Ao contrário de Polícia e Ladrão, onde ser qualquer um dos dois é legal, ninguém brinca de Caçador de Pirata, Hollywood não transforma essa gente em heróis, só… piratas.

Isso não é novo, Errol Flynn, o pirata mais famoso de Hollywood herdou o gênero já consolidado pelo cinema mudo.

Assim não haveria nome mais LÓGICO do que Pirataria, para uma atividade ilegal mas moralmente aceita por seus praticantes, ainda mais se esses fossem adolescentes impressionáveis. Pirata de Computador por um tempo foi quase sinônimo de hacker (no bom sentido).

Aí, claro, os gênios de Hollywood começaram a perseguir, processar, exterminar os usuários de redes P2P, o Metallica deu seu histórico chilique, Elton John sem temer a fúria do Dourado clamou pelo fim da Internet. Qual o nome que adotaram para descrever os adolescentes que copiam e distribuem propriedade intelectual alheia? Qual o nome para descrever o crime de violação de direitos autorais? Escolheriam um nome que descreve o crime sem glamourizá-lo, inequivocamente tratando-o como algo errado?

Não. Chamam de Pirataria.

Pirates-inspirational

“Pirata” é o pior termo do planeta para isso, NINGUÉM tem problema em ser chamado de pirata (exceto ninjas). Junte a ilusão de que todo mundo em Hollywood ganha rios de dinheiro, e pronto, além de pirata o sujeito vira Robin Hood. E sim, é ilusão. Para 99% da indústria é um emprego comum com salários comuns. Durante várias temporadas a atriz que faz Abby, de NCIS, minha Musa Geek da vez morou de aluguel.

AGORA Hollywood percebeu.

Agnete Haaland, Presidente da Federação Internacional dos Atores (sim, nunca tinha ouvido falar em nenhum dos dois) disse que:

“Devemos mudar a palavra Pirataria. Para mim pirataria é algo aventureiro, mas pensar sobre Johnny Depp. Todos queremos ser um pouco Johnny Depp. Mas estamos falando de um ato criminoso. Estamos falando de tornar impossível viver do que focê faz”

OK, meninos e meninas da 7a Arte, lamento informar mas VOCÊS transformaram piratas em heróis, VOCÊS acolheram o termo Pirataria, então agora agüentem.

PS: Curiosamente quem alinha o discurso com Hollywood é a Free Software Foundation, que sempre defendeu o fim do uso do termo Pirataria, mas a argumentação deles é oposta: Afirmam que pirataria É crime e roubo, o que não descreveria corretamente o ato de baixar sem autorização conteúdo de 3os da Internet.

Concluímos que a Free Software Foundation não é romântica e não aprecia piratas. Malditos ninjas!

rms_katana

Fonte: Ars Technica

relacionados


Comentários