Meio Bit » Baú » Indústria » Google na sala de estar

Google na sala de estar

17/03/2010 às 23:50

Parece que o pessoal de Mountain View falava sério a respeito de invadir as salas de estar do mundo: a “Google TV”, segundo o New York Times, é verdade. Uma parceria entre Google, Intel, Sony e Logitech vai disponibilizar uma plataforma comum, “open source”, capaz de levar a Internet como a conhecemos para todas as TVs.

A tal plataforma pode se materializar tanto como uma set-top box quanto “embutida” no circuito do televisor e se você achou estranho a Sony estar no meio de algo que começa com “open” e termina com “source”, a explicação pode ser a velha máxima de que quem sai na frente aponta a direção do mercado.

gtv

Rodando sobre o Atom, haverá um sistema operacional Android, usando o Chrome como navegador, com suporte a Flash e cuja API, ainda segundo o jornal, estaria para ser divulgada já neste semestre. Parece que a "grande idéia" é ter novos (e pequenos) aplicativos voltados especificamente para o telespectador.

O curioso é que, ao que tudo indica, essas “novas funcionalidades” precisarão de hardware bastante caro (ao menos, até que haja produção em larga escala). Considerando que Samsung, Philips e a própria Sony, por exemplo, já possuem TVs com variados graus de conexão à Internet (e todas baseadas em chips baratos, com a tecnologia dominada pelas fabricantes e até alguns “hacks” disponíveis), compensará investir na nova plataforma?

Posso estar ficando velho, mas sinto saudade dos tempos em que me sentava na sala, ligava a TV e dormia… hoje, o controle remoto tem quase tantos botões quanto o meu PC, perco mais tempo procurando como mudar de canal que se me levantasse e fosse até o aparelho. Estaremos dispostos a um “modo Google de ver TV”? E o que é pior: imaginem o tipo de anúncio que saltará aos olhos durante o Big Brother Brazil!

[via NYTimes]

relacionados


Comentários