Meio Bit » Baú » Indústria » Executivo do Google prevê a decadência dos desktops

Executivo do Google prevê a decadência dos desktops

04/03/2010 às 13:25

Durante a conferência Digital Landscapes, em Dublin, Irlanda, John Herlihy, vice-presidente global de operações de anúncios do Google, disse que os desktops não são mais o foco da empresa, o que guia o desenvolvimento de novas aplicações. Segundo ele, os dispositivos móveis estão crescendo com mais rapidez, e dentro de pouco tempo, deverão ser a principal forma de acesso à web no mundo inteiro. Nas palavras dele:cemiterio-pcs-20100304

"Em três anos, desktops serão irrelevantes. No Japão, a maioria das pesquisas hoe são feitas em smartphones, não em PCs.”

É uma informação valiosa, e mostra realmente uma tendência forte, a da convergência para dispositivos móveis. Essa declaração do executivo europeu bate com o discurso de Eric Schmidt, CEO do Google, no Mobile World Congress, realizado mês passado, em Barcelona, Espanha. Na ocasião, Schmidt disse que a empresa passara a focar mais em mobilidade do que em desktops, e pediu aos desenvolvedores para que façam o mesmo. Também lá, ele comentou que as vendas de smartphones e outros dispositivos móveis crescem num ritmo muito forte, e em pouco tempo ultrapassarão as de PCs convencionais.

Estariam os desktops próximo do fim, mesmo? Para o Google, que obtém renda exclusivamente de anúncios na web, é bastante interessante. Mas decretar o fim dos desktops, ou mesmo o declínio deles, é um pouco exagerado. Um smartphone, por mais evoluído que seja, não substitui um computador comum. Acredito que há espaço para todos, e essas declarações duras do Google são mais para chamar a atenção do que previsões propriamente ditas.

Fonte: PC World.

relacionados


Comentários