Meio Bit » Baú » Games » Lords of the Fallen 2 será um recomeço para a série

Lords of the Fallen 2 será um recomeço para a série

Após o desenvolvimento do Lords of the Fallen 2 mudar de estúdio, novos responsáveis revelam que nada será aproveitado do antigo projeto, com a série passando por um recomeço.

01/08/2018 às 10:47

A primeira vez que joguei o Lords of the Fallen tive a nítida sensação de que ele me prenderia. Bons gráficos, um universo interessante e uma jogabilidade muito parecida com a da série Dark Souls. Ainda assim, algumas horas depois acabei largando o jogo e ainda hoje desconfio que isso aconteceu por, com o perdão do trocadilho, lhe faltar alma.

Não é que o jogo seja ruim, mas parece lhe faltar identidade própria e quando há muitos anos a CI Games anunciou que uma continuação estava sendo feita, a minha esperança passou a ser de que os envolvidos conseguiriam corrigir esse problema. Os anos se passaram, a produção entrou num perigoso limbo e agora temos mais algumas informações sobre o segundo capítulo.

Após a criação sair das mãos da Deck 13 e ficar sobre a responsabilidade da Defiant Studios, a nova desenvolvedora revelou que tudo o que havia sido feito foi deixado de lado, com o jogo passando a ser desenvolvido do zero.

É realmente um reset, um novo começo. É uma nova engine — Unreal 4 — e uma nova equipe,” explicou David Grijns, diretor da Defiant. “Uma equipe que não possui uma longa e ilustre experiência com o desenvolvimento de RPGs de ação, mas nós realmente vemos isso como uma força.

Queremos levar esta fantasia para os jogadores e tentar mostrar a estes fãs algo um pouco novo — uma nova abordagem à ela. A competição é boa. Adoro as coisas que a From [Software] faz, mas estou empolgando em tentar trazer algo novo.

Grijns, que também trabalhou como produtor executivo na série Just Cause, disse ainda que um dos motivos para aceitar fazer o Lords of the Fallen 2 é justamente a tentativa de encontrar um lugar no mercado de jogos “estilo Souls”. Para ele, este é um subgênero que parece intocável, com a produtora japonesa praticamente tendo monopolizado a área. Mesmo assim, a Defiant Studios acredita ser capaz de implementar algumas ideias interessantes, algo que particularmente considero um desafio e tanto.

O grande problema é que mesmo que esse pessoal consiga alcançar o seu objetivo, infelizmente ainda deverá demorar um bom tempo para termos essa resposta. Mesmo sem eles terem dito quando o título será lançado, é de se imaginar que isso ainda levará alguns bons anos para acontecer e tomara que até lá o interesse por jogos assim não tenha sumido.

Quanto a mudança de desenvolvedora, normalmente eu seria contrário a isso, mas como o trabalho feito pela Deck 13 no primeiro jogo acabou deixando a desejar, pode ser que uma nova equipe consiga dar um rumo melhor à franquia.

Fonte: Eurogamer.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários