Meio Bit » Baú » Engenharia » Aposentando a Escada de Jacó

Aposentando a Escada de Jacó

Passar de um navio para o outro no tempo do Errol Flynn (pergunte a seus avós) era mais fácil. Hoje em dia é uma atividade perigosa mas, como sempre, a tecnologia está aí pra nos ajudar, e no caso é uma plataforma que costumamos ver mais em simuladores de vôo e parques de diversão.

28/05/2018 às 11:52

gangway

Como todo pirata da Somália sabe, subir em um navio em alto mar pode ser perigoso. Mesmo nas mais amistosas circunstâncias, é muito fácil algo dar errado. Quando dá certo isso costuma ser feito com uma Escada de Jacó, batizada com o nome do personagem bíblico que plagiou Led Zeppelin.

Essencialmente é uma escada flexível, usando cordas ou correntes e degraus de madeira. Assim ela pode ser armazenada enrolada, ocupa menos espaço e acompanha a curva do casco do navio.

O problema é que mesmo com isso é muito perigoso chegar perto de um navio em movimento, o fluxo turbulento da água no casco gera muita instabilidade, e se você perder propulsão vai direto pras hélices do navio maior, repetindo aquela ótima cena do Indiana Jones 3. Mesmo com o navio parado, é perigoso.

Quando o mar está ruim esses perigos aumentam, então como realizar essa faina de forma mais segura em águas bravias com embarcações grandes? Uma boa solução são as plataformas da Ampelmann.

ampelmann

O conceito é lindo: uma plataforma hidráulica com 6 graus de liberdade, compensando a movimentação do barco de transporte inclusive na altura. Assim em vez de se arriscar feito um pirata, o sujeito pode embarcar no Exxon Valdez apenas atravessando uma rampa.

Esse modelo é usado no mundo todo, inclusive no Brasil. Veja no vídeo abaixo uma turma sendo transferida para um navio-plataforma da Petrobrás na Bacia de Campos, de um rebocador equipado com uma Ampelmann E-GXXL. O único perigo é os piratas descobrirem e comprarem uma dessas.


Royal Boskalis Westminster N.V. - Dredging and marine experts → Safe transfer of personnel at sea

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários