Meio Bit » Baú » Games » Desrespeito ou pura preguiça?

Desrespeito ou pura preguiça?

30/12/2009 às 14:41

Quando a revelou que o Modern Warfare 2 teria um estágio situado no Rio de Janeiro, muitos brasileiros - e principalmente cariocas - ficaram muito ansiosos para poder jogar no quintal de suas casas. Quando finalmente pudemos colocar as mãos no game, alguns se sentiram incomodados com as expressões utilizadas pela milícia que domina a favela local e deixou uma pulga atrás da orelha em relação ao “realismo” mostrado nas outras cidades que não conhecemos.

E foi exatamente isso o que aconteceu com um leitor do Kotaku nascido no Paquistão. Um dos mapas do multiplayer é situado na cidade de Karachi, onde ele nasceu. O problema é que todos os textos espalhados pelo cenário estão em árabe, enquanto que no país se fala urdu e embora o alfabeto seja o mesmo para ambas as línguas, as palavras são totalmente diferentes.

Algumas pessoas poderão argumentar que isso não influencia na jogabilidade e que para todos aqueles que não são paquistaneses (ou brasileiros) não fará a menor diferença, porém, o blog GamePolitics levantou uma interessante questão: Se as produtoras gastam milhões de dólares para criar um jogo, tentando torná-los o mais realista possível, porque elas não dedicam mais atenção a pequenos detalhes como esses? Será que custa tão caro contratar um tradutor para que o trabalho seja feito corretamente?

No cinema podemos ver o mesmo e assim como os traficantes cariocas do MW2 soltam várias frases em inglês, é absolutamente ridículo ver os brasileiros do Incrível Hulk falando com um irritante sotaque gringo.

dori_mw2_30.12.09

relacionados


Comentários