Meio Bit » Baú » Games » Flashback terá edição de colecionador para o Switch

Flashback terá edição de colecionador para o Switch

Para comemorar os 25 anos do lançamento do clássico Flashback, a Microid anunciou que em breve lançará para o Switch uma edição de colecionador do jogo.

20/03/2018 às 8:30

Visando comemorar o 25º aniversário do lançamento do Flashback, a Microids anunciou que durante o nosso inverno lançará uma edição especial do jogo para o Nintendo Switch e digo tranquilamente que, mesmo não tendo o videogame e com a minha cópia para o Mega Drive estando guardadinha aqui, estou morrendo de vontade de adquirir esse relançamento.

Aqueles que preferirem adquirir o jogo digitalmente terão direito ao clássico original e a uma versão com algumas melhorias, como filtros para a imagem, som remasterizado, um tutorial e a possibilidade de retroceder alguns segundos. Por se tratar de um jogo que alguns consideram bem difícil, isso certamente permitirá uma experiência mais tranquila.

Porém, é na sua edição física que esse relançamento deverá brilhar. Graças a sua edição de colecionador, o jogo virá em uma caixa metálica cuja aparência lembra um cartucho de Super Nintendo, mas não é só isso. Quem comprar o jogo assim ainda levará a trilha sonora de forma digital, um manual de instruções colorido e uma placa de metal numerada.

Previsto para chegar às lojas no dia 7 de junho, ainda não sabemos o preço que será cobrado pelo jogo no eShop, mas a sua edição de colecionador sairá por € 39,99. Não é algo muito barato, mas o que tem me segurado para comprá-lo é a esperança (mesmo que pequena) de que um dia ele também seja anunciado para o Xbox One ou PlayStation 4.

Quem me conhece sabe a admiração que tenho pelo Flashback: The Quest for Identity. Um dos principais responsáveis por me fazer entender que jogos poderiam ser muito mais do que apenas atirar em qualquer coisa que se movesse, sempre adorei o gráfico, o enredo e a jogabilidade da criação de Paul Cuisset. Muito a frente do seu tempo, acredito que ainda hoje aquele título pode ser extremamente divertido e sem que uma geração inteira tenha tido contato com ele, esta notícia me deixou muito feliz.

Deu até vontade de colocar o cartucho no Mega Drive e encarar a aventura de Conrad B. Hart novamente.

relacionados


Comentários