Meio Bit » Baú » Fotografia » Anúncio é banido na Inglaterra por uso de Photoshop

Anúncio é banido na Inglaterra por uso de Photoshop

18/12/2009 às 20:48

A coisa está ficando feia para o campo da publicidade na Europa. O uso de retoques digitais em propagandas, principalmente voltadas para os produtos de beleza, está sendo duramente criticado e sendo alvo de projetos de lei que visam regulamentar a prática. Mas, mesmo com a legislação atual, algumas medidas já estão sendo aplicadas.

A ASA (Advertising Standards Authority), uma agência independente que regulamenta a prática publicitária na Inglaterra visando proteger o consumidor contra a propaganda enganosa, entre outras coisas, acaba de proibir o anuncio da Olay para o produto Olay Definity. O creme anti-rugas promete deixar a região dos olhos mais lisa e brilhante. Para encabeçar a campanha publicitária foi escalada a parceira oficial da empresa, a ex-modelo Twiggy, que foi um símbolo da beleza nos anos 60 e que agora está na casa dos 60 anos de idade.

A campanha publicitária, que não abrange apenas esse produto específico, começou a ser criticada quando a ASA recebeu mais de 700 reclamações de consumidores alertando que as fotos da campanha tinham passado por manipulação digital para esconder as rugas encontradas perto dos olhos da modelo. Ao analisar as fotos eu também chego à mesma conclusão. A empresa se defende afirmando que realmente foi utilizado um pouco de manipulação, mas a maior parte do efeito foi conseguida com truques da fotografia tradicional como iluminação e maquiagem. Porém, fica complicado assumir que o efeito que estamos vendendo foi conseguido com um técnico de computador e não com o cosmético que está nas prateleiras dos supermercados.

Sabemos que a propaganda é a arte da ilusão, mas a situação vai chegar a um ponto em que a regulamentação vai ser inevitável. O que sempre pensei é que isso viria dos próprios fotógrafos e publicitários e não da força da Lei.

photoshop

Fonte: Guardian

relacionados


Comentários