Meio Bit » Baú » Internet » Ralo 3 e Calófidãti 4: que tal usar as opções de privacidade do YouTube?

Ralo 3 e Calófidãti 4: que tal usar as opções de privacidade do YouTube?

17/12/2009 às 21:44

Eu detesto quando as pessoas utilizam uma ferramenta social de forma inadequada. Exemplo clássico disso é a turma que usa depoimento do orkut como se fosse e-mail. GTO e sites do tipo estão recheados de pérolas que vazam desse uso indevido da ferramenta, e não, não adianta colocar “não aceite” no final; se for babaquice, seu amigo, que não é de ferro, vai publicar e dane-se você.

O mais novo exemplo dos perigos do uso errôneo de serviços do tipo é o menino do Ralo 3 e Calófidãti 4. Já virou febre, confira:

Lucas, como se vê, por preguiça ou para mostrar-se moderno preferiu fazer um vídeo para pedir à pobre Dani que lhe trouxesse uns joguinhos piratas de Natal, e o hospedou no YouTube. Qual a dificuldade em pegar o telefone e mandar o recado pela grande invenção do tio Bell? Mensagem no celular, bate-papo, aquele troço ultrapassado que ainda insistimos em usar chamado e-mail… Tantas opções melhores.

Mas, ok, perdoemos Lucas. A dica a seguir serve para ele e qualquer um que queira usar o YouTube, um site para compartilhar vídeos, de maneira mais restrita, compartilhando vídeos com poucas pessoas. O serviço do Google oferece uma opção de privacidade bem bacana, que, no caso, poderia ter evitado que o pedido (mais que) reforçado do menino Lucas virasse meme.

opcoes-privacidade-youtube Nas opções dos seus vídeos, no box Opções de divulgação e compartilhamento, a primeira opção é Privacidade. O item padrão e recomendado é compartilhar com o mundo, mas, logo abaixo, existe outra, que diz: Privado (pode ser visível para até 25 pessoas). “Até” denuncia que, embora possa ser compartilhado com esse número máximo, nada impede que o vídeo seja visto por apenas uma outra pessoa. E, para melhorar ainda mais as coisas, existem dois métodos de compartilhamento restrito.

Por URL de acesso limitado, o sistema cria uma URL particular, que pode ser compartilhada com até 25 amigos por quaisquer canais (e-mail, bate-papo, não importa). É seguro? Sim, pero no mucho. Se a Dani, por exemplo, for descuidada, pode acabar passando o link para um amigo malandrão, e aí a preocupação com privacidade não adianta nada.

A outra opção, Compartilhamento privado com os amigos do YouTube, é a melhor. Nela, o usuário seleciona da lista de amigos no YouTube quais terão acesso ao vídeo, com o mesmo limite de 25 contatos. Eles precisarão estar logados para assistir ao vídeo, o que impede que um link vazado cause o estrago – replicar um vídeo no YouTube é mais fácil que tirar doce de criança.

Tudo isso foi dito tendo em mente a boa vontade dos seus contatos que receberão o vídeo. Afinal, se a Dani for uma brincalhona, e quiser avacalhar com o Lucas, é só reenviar o vídeo e boa. Então, muito cuidado com o que envia para a Internet, e se o caso for particular, e puder ser resolvido fora de um ambiente social, prefira essa saída.

Vídeo-pérola encontrado no excelente Player Two.

relacionados


Comentários