Meio Bit » Baú » Engenharia » Não, isto não é um acidente.

Não, isto não é um acidente.

Um avião dentro d'água se não tiver um anão por perto é em geral um mal sinal, mas dessa vez não é. Incrivelmente o Sea Dart foi projetado pra isso: o primeiro e único caça supersônico… aquático!

04/03/2018 às 14:47

sea-dart1

Primeiro de tudo, o Sully não foi piloto de combate (ou foi mas não estou com paciência de pesquisar). A imagem acima é proposital, fruto de uma estranha época em que a Marinha dos EUA tinha questionamentos sobre a viabilidade de colocar aviões em porta-aviões.

Logo após o fim da Segunda Guerra o vôo supersônico estava prestes a se tornar uma realidade, mas os caças exigiam pistas imensas. A solução foi fazer aviões subsônicos, mas eles perdiam em performance e quando seu porta-aviões chegasse perto do território inimigo ele decolaria com caças de verdade e dizimaria sua esquadrilha como pombos.

A solução? Uns doidos da Convair propuseram em 1948 uma solução totalmente fora da caixa: um caça supersônico… aquático. O Convair F2Y Sea Dart.

sea-dart-decolando

f2y_at_rest

Ele tinha um casco hermeticamente fechado e usava esquis em vez de um trem de pouso convencional. Em teoria ele poderia ser levado por porta-aviões, baixado na água quando fosse hora de voar, e depois recolhido. Outra idéia era reativar o conceito de submarino porta-aviões, que foi usado nas duas Grandes Guerras, mas muito pouco.

Foram construídos cinco protótipos. Um se perdeu em 1954 quando o piloto de testes excedeu a capacidade estrutural do avião e ele se desintegrou no ar. O que foi péssimo para a Convair, já que a Marinha havia encomendado 12 aviões antes mesmo de o primeiro protótipo voar.

Na prática a teoria de um caça hidroavião não funcionou muito bem, e cabeças mais sensatas começaram a ponderar o projeto. Depois de milhões gastos, claro.

Convenhamos: só quem nunca saiu do escritório acha que o alto mar é cooperativo assim, águas calmas e planas só existem em lagoas, lagos e assemelhados, e mesmo fazendo muito tempo que estudei geografia, eu ACHO que para haver um lago ou lagoa é preciso terra em volta, e aí é mais fácil construir uma pista de pouso de verdade.


jaglavaksoldier — Convair F2Y Sea Dart

O pessoal da manutenção também não gostou muito da idéia de ter que ligar com a corrosão, motores de alta performance e água salgada não costumam ser grandes amigos. E tem também o detalhe dos armamentos. Imagine a alegria quando chegou o memorando perguntando se o míssil teria problemas em ficar submerso no mar algumas horas por dia.

No final o Sea Dart voou pela primeira vez em 1953, foi aposentado em 1957 e terminou como mais um daqueles projetos da lista de gente com dinheiro demais e juízo de menos. Como aquela máquina de pão que você é doido pra comprar.

relacionados


Comentários