Meio Bit » Baú » Internet » Apple compra Lala, e a pergunta é por quê?

Apple compra Lala, e a pergunta é por quê?

07/12/2009 às 10:25

Aos 45 minutos da semana passada, a Apple adquiriu a startup Lala, especializada em streaming de músicas. Recentemente nos noticiários por conta de um acordo com o Google, a Lala, agora propriedade da Apple, permite que usuários façam streaming de suas coleções de músicas em qualquer lugar, via navegador, a um custo bem baixo, cerca de US$ 0,10 por música.

Não foram relevados valores ou mesmo as motivações da Apple que levaram a empresa a comprar a startup. Porém, muitas especulações sobre os motivos já surgem, e praticamente todas têm algo a ver com o iTunes.

Aos poucos, estamos movendo nossos dados para a nuvem. O Chrome OS aposta muito nisso, e durante a apresentação do sistema ao mundo, o site da Lala surgiu como possível player de música dele. A Apple possui representatividade forte no mercado fonográfico digital. A iTunes Store é a maior loja digital de músicas do mundo, mas, por enquanto, é apenas um meio; as pessoas compram as músicas, e as baixam em seus computadores. Não há integração real com a nuvem.

apple-lala-20091207

Uma das especulações mais bacanas diz que a aquisição da Lala servirá para levar o iTunes à nuvem. Assim, a compra dos direitos sobre uma música ficará ainda mais evidente, pois além de baixá-la em seu PC Mac, o usuário poderia ouvi-la em qualquer lugar do mundo, via streaming no navegador. Também seria possível sincronizar músicas facimente pelo próprio iTunes, inclusive com dispositivos externos/portáteis, tudo via Internet.

(Aliás, um adendo rápido. Se isso realmente se concretizar, a iTunes Store ficará muito parecida com o Zune Marketplace, ou, mais precisamente, o que o Zune Pass proporciona no ecossistema da Microsoft. Ao adquirir um Zune Pass, o usuário ganha acesso a todo o catálogo de músicas, e pode ouvi-lo no PC, no Zune HD, ou ainda em qualquer PC ou Mac, através do site Zune Social. Apple copiando a Microsoft no nicho musical?)

Embora essa seja uma das especualações mais fortes, ou seja, uso da estrutura da Lala em prol do lado cloud computing do iTunes, outras também estão aí, e podem acontecer. Há rumores, também, de que a expertise da Lala pode ser usada no iTunes, rumor corroborado por notícias de que, a princípio, a ideia da Apple era contratar apenas engenheiros da Lala. Também pode ocorrer da Apple simplesmente dar segmento ao serviço, sem misturá-lo aos que já tinha em seu catálogo (iTunes). Uma outra teoria diz que isso foi feito para dar uma rasteira no Google, que, como já dito, recentemente fechou um acordo com a Lala (e MySpace) para possibilitar o streaming de músicas direto da busca, além de ter sérias intenções de usar o sistema como player de música no Chrome OS.

Apesar de eivada em mistérios, a aquisição já ocorreu. Agora é dar tempo ao tempo, e esperar para ver o que a Apple fará com a Lala.

relacionados


Comentários