Meio Bit » Baú » Engenharia » Los Angeles pagou US$ 10 milhões por carros elétricos que não usa

Los Angeles pagou US$ 10 milhões por carros elétricos que não usa

Nem tudo são flores para os carros elétricos: em Los Angeles, a polícia local pouco usa as trezentas viaturas BMW i3. E não é culpa de uma suposta baixa criminalidade…

23/01/2018 às 12:00

lapd-bmw-i3_100527239_h

Em 2015 a Polícia de Los Angeles adquiriu vários veículos elétricos para testes. Esse programa-piloto levou a um projeto onde compraram em regime de leasing 300 BMWs i3, a um custo de pouco mais de US$ 10 milhões.

O discurso foi bonito, era a polícia do futuro, estavam salvando o planeta, economizando dinheiro dos contribuintes, sendo eficientes, etc, etc. Foi tão bem-planejada a cerimônia que o prefeito chegou dirigindo o carro trazendo o Chefe de Polícia, parecia Feira da Fruta.

Agora a cruel realidade: uma reportargem da CBS descobriu que boa parte dos 300 carros mal são usados. Há um deles que foi incorporado em maio de 2016 e que em agosto de 2017 tinha totalizado 400 milhas de quilometragem, por mais estranho que isso soe.

Uma boa parte fica na média de 2.600 milhas, mas é uma viatura, um carro de polícia que só rodou 2.600 milhas em 15 meses? Isso dá uma média de 5,7 milhas por dia.

screen-shot-2018-01-17-at-8-54-36-pm-e1516244143409

O maior problema é a ansiedade de autonomia: os policiais simplesmente não se sentem seguros em um carro que só pode andar entre 80 e 100 milhas antes de precisar ficar horas recarregando, ainda mais em uma cidade como Los Angeles, onde tudo é longe e nunca se sabe quando será o próximo engarrafamento.

Como sempre as boas intenções pavimentam o caminho pro inferno, e corre o risco de os responsáveis terem que dar explicações: ao menos vai sobrar pros funcionários que estão usando os carros pra tarefas do cotidiano, como ir na manicure.

Fonte: CBS.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários