Meio Bit » Arquivos » Miscelâneas » Atendimento Online: Em caso de dúvida, copie a Amazon

Atendimento Online: Em caso de dúvida, copie a Amazon

22/11/2009 às 18:20

Esse ano tive a oportunidade de testar, por 30 dias, o Amazon Prime. É um serviço de assinatura da Amazon, com custo anual de US$ 79,00 e só válido para os EUA. As vantagens são envio em até 3 dias úteis gratuito e envio rápido por 3 dólares, em 2 dias.

Sim, funciona, eu usei muito durante o período de testes, mas não moro nos EUA. O problema? O cabeção aqui esqueceu de cancelar o período de “trial” e o cartão de crédito foi cobrado.

Isso é um problema, certo? E como a Amazon me tratou, consumidor estrangeiro que sou desde 1998?

Primeiro, fui notificado por e-mail que eu havia entrado no programa depois de finalizado o período de testes. A página da Amazon reflete também a opção.

Acostumado com o péssimo atendimento online brasileiro, que no final manda você ligar para o SAC, mandar fax (!) ou mandar alguma coisa pelo correio, já estava com aquela dor na barriga. Paguei por um ano de serviço que não vou usar? Vou ter que esperar semanas ou meses para resolver o assunto?

De forma alguma. O e-mail continha um link para editar as opções. Se eu não usei o serviço, tenho o direito de cancelar ele a qualquer momento e o dinheiro devolvido. Foi assim: cliquei no link para o Amazon Prime, botão cancelar grande e fácil de enxergar. Clica-se no botão e na tela é exibida a confirmação, também disparada por e-mail. Os créditos chegam na próxima fatura do cartão e agradeceram por testar o serviço.

Dica gratuita para empresas: quando vocês estiverem discutindo políticas de devolução, como tratar o consumidor e começar com ideais mirabolantes, faça um favor para todos e pesquise o que a Amazon faz. Vai economizar tempo, ideias inúteis e dinheiro do consumidor e da empresa. Primeiro, vocês deveriam apenas cumprir o que a Lei manda. Depois, superará-la em um atendimento tão superior que mesmo quando produtos são mais caros, preferem você, porque sabem que se houver algum problema, será resolvido.

Aqui no Brasil, mesmo com o código do consumidor, ainda impera um tal de “jamais devolver o dinheiro”. Tratam o consumidor mal e com desdém, um pilantra querendo faturar. Eu nunca entendi porque devolver o dinheiro é algo tão demorado, feio, bobo e com tanta aporrinhação. Lembram do caso do Ponto Frio para devolver um forno de microondas danificado e receber reembolso? Nunca mais comprei com eles e estão fora da lista de Natal da família.

relacionados


Comentários