Meio Bit » Arquivos » Demais assuntos » Google protegendo dinheiro dos trouxas

Google protegendo dinheiro dos trouxas

21/11/2009 às 18:40

Por algum mistério da natureza ingenuidade é uma virtude em nossos tempos modernos. Se tiver computador no meio então, o sujeito pode agir da forma mais amadora, burra, desavisada e irracional, que basta dizer "não sei mexer direito nessa tal de Internet e tudo é perdoado.

É como o "estava possuído por uma entidade alienígena maligna" em Star Trek. Pode colocar fogo no asilo das foquinhas aleijadas órfãs de Klendaktu, se disser que estava possuído por uma entidade alienígena maligna, os policiais dizem "ah, então tudo bem, está liberado, cidadão".

Essa "ausência de imputabilidade" da vítima faz com que as pessoas cliquem em qualquer lugar, afinal "eu não entendo muito dessa coisa de Internet". O resultado? Milhares de estelionatários espalhados pelo mundo vendendo todo tipo de lixo, com esquemões que demonstram a validade e atualidade da máxima de P.T. Barnum: "Nasce um otário a cada minuto".

Pois é, meu caro; lamento informar mas quem acha que vai conseguir iPhones de graça, quem acha que vai aumentar para proporções descomunais aquela mixórdia que chama de bilau, a moça que usa Band-Aid no lugar de sutiã e acha que vai usar hipnotismo para crescer os peitos, o sujeito que acha que vai ficar rico mandando dinheiro pro Filho do Ministro do Petróleo da Nigéria? Tudo otário.

Como funciona esse tipo de esquema: Digamos que o Morroida esteja com falta de libido e isso cause problemas no leito conjugal; para agradar Sven, seu Marinheiro Sueco, Morroida clica em um anúncio que promete uma pílula coreana estimulante de libido. De graça, você só paga o frete.

Depois de dar seu número de cartão de crédito, Morróida recebe um telefonema confirmando o pedido. O vendedor avisa que ele receberá de graça um pote do Creme Éden, o melhor lubrificante do mercado.

Assim que desliga o MorróidaCard é cobrado em US$0,99 do frete, e US$80,00 pelo creme grátis.

(os nomes foram mudados para proteger os inocentes mas as histórias reais são assustadoras mesmo)

Ligações para cancelamento são ignoradas; os picaretas dirão que ele pediu sim o tal creme. Se insistir um atendente dirá que ele tem que rejeitar a entrega antes de pedir o reembolso. Rejeitada a entrega, outro atendente dirá que ele NÃO poderia rejeitar a entrega, e não tem como receber reembolso por isso.

O que me incomoda não é ver otários perdendo dinheiro. Incomoda ver espertos ganhando dinheiro com isso. Tanto que o Google agora tomou uma decisão que pode ser considerada histórica: Vai banir os AGENCIADORES, não os anúncios que violem suas regras de conduta, o que envolve anunciar produtos picaretas.

O Google já rejeitava anúncios assim, geralmente mediante denúncia. Só que isso fazia apenas o anunciante criar outro anúncio, postar de novo. A mudança agora é que o banimento não será mais por anúncio ou cliente. Será por Agenciador. Postou anúncios picaretas? Diga adeus a seu AdWords. Pior: O Google tem meios de detectar se você tentar criar outro.

A medida é admirável, foi tomada mesmo sabendo-se que irá provocar inicialmente perda de receita para o Google. Os estelionatários migrarão para redes de publicidade com menos ética, o que poderá significar um benefício para sites corretos que usam o AdSense. Com menos, porém melhores anunciantes os valores pagos tendem a crescer.

De resto, é uma batalha perdida. Nenhuma medida possível conseguirá impedir as pessoas que querem ganhar iPods Grátis, enlargar o pênis e perder peso agora de clicar em tudo que aparece, sem qualquer critério. Lembrem-se, para um golpe dar certo é preciso pelo menos duas pessoas querendo se dar bem.

Fonte: The Big Money

relacionados


Comentários