Meio Bit » Baú » Games » EA explica porque microtransações no Battlefront II não focaram em itens cosméticos

EA explica porque microtransações no Battlefront II não focaram em itens cosméticos

Diretor financeiro da EA diz porque eles não optaram por fornecer apenas itens cosméticos com as microtransações do Star Wars Battlefront II e para não fugir do padrão, explicação não convence muito.

29/11/2017 às 8:32

battlefront-2

As microtransações estão presentes nos games a mais tempo do que sou capaz de lembrar, mas quando alguns jogadores descobriram como elas funcionariam no Star Wars Battlefront II, a repercussão foi tão negativa que a Electronic Arts viu-se obrigada a remover a venda de moedas virtuais no jogo.

O que enfureceu as pessoas neste episódio foi o fato de que ao contrário do que vemos em jogos como Overwatch, Team Fortress 2 ou League of Legends, no Battlefront II as microtransações não serviriam apenas para comprarmos itens cosméticos, dando vantagens para aqueles com os bolsos mais fundos (ou com menos controle).

Pois ao participar de um evento realizado pelo Credit Suisse, o diretor financeiro da EA, Blake Jorgensen, explicou porque eles não optaram por seguir por um caminho que poderia causar menos reclamações:

Uma coisa em que estamos muito focados e que eles estão extremamente focados é em não violar o cânone do Star Wars. É uma marca fantástica que foi construída ao longo de muitos, muitos anos e então, se você faz um monte de mudanças cosméticas, poderá começar a violar o cânone, certo? O Darth Vader em branco provavelmente não faria sentido, ao invés de em preto. Sem mencionar que você provavelmente não quer um Darth Vader rosa. Sem ofensas ao rosa, mas não acho que isso seja certo no cânone.

Então, existem coisas que podemos fazer cosmeticamente e estamos trabalhando com a LucasFilm nisso. Mas chegar a isso não é fácil quando se está criando um jogo em torno de uma propriedade intelectual onde isso realmente importa. Importa no Star Wars porque os fãs do Star Wars querem realismo. Mas os fãs do Star Wars também podem querer personalizar coisas — um sabre de luz com cor diferente, coisas como essas. Então vocês poderão ver um pouco disso.

É difícil saber até onde existe a influência da Disney nisso tudo, afinal pode estar no contrato entre as empresas que a EA não poderia usar um Darth Vader com roupa branca (ou rosa), por exemplo. Porém, não consigo engolir esse papo de que eles estão pensando no realismo ou em não alterar a história oficial da franquia.

Se fosse realmente isso, o jogo não misturaria num mesmo campo de batalha personagens de era diferentes, como por exemplo a Rey e o Darth Maul. Além disso, será mesmo que os fãs ficariam tão incomodados em poder controlar personagens com estilos visuais diferentes dos vistos nos filmes, como por exemplo um Darth Vader samurai? Pois acho que bem menos do que ficaram por a EA ter tentado transformar o Battlefront II em um pay-to-win.

Fonte: Game Informer.

relacionados


Comentários