Meio Bit » Baú » Games » Análise - Forza Mortosport 3

Análise - Forza Mortosport 3

04/11/2009 às 12:13

Logo após o Xbox 360 ser lançado, a Turn 10 Studios lançou Forza Mortosport 2. Apesar de não ter sido um game completo, perdurou até pouco tempo atrás como o único representante da categoria Racing Simulator entre os consoles da atual geração (Já que Gran Turismo só apareceu como um preview incompleto).

Um pouco mais de dois anos já se passaram e Forza Motorsports chega à sua terceira edição, prometendo reparar as críticas de seu antecessor e brigar de igual com o tão aguardado Gran Turismo 5, do Playstation 3. Dada as apresentações, vamos ao review!

roniuj_fm3_02.04.08

O Jogo

Os jogos de corrida sempre foram divididos entre duas categorias principais: os Arcades e os Simuladores. Sempre haviam os que gostavam ou de Top Gear ou Monaco GP, ou Ridge Racer ou Gran Turismo e por aí vai... Porém, desde GRID, os racing games vê tentando agradar os dois públicos. Forza 3 (e, aparentemente, NFS Shift. Mas este eu só joguei o Demo) se apresenta como o melhor representante dos jogos de simulação, mas também é uma agradável opção para quem não quer tanta disciplina e apenas se divertir.

Primeira coisa que chama atenção é o fato do jogo vir em dois discos. O primeiro é com o jogo e o segundo é opcional, vem com carros e pistas adicionais para instalar no hard Drive. É possível jogar com apenas o primeiro disco, de qualquer forma, mas sem ter todos os carros disponíveis. Instalei os dois discos no Hard Drive e o jogo ocupou menos de 10gb.

O jogo é enorme: mais de 50 fabricantes oferecendo mais de 400 modelos. DTM, Nascar, Protótipos, exóticos, populares, muscle cars... a lista é enorme e tem modelos para todos os gostos de pilotagem.

Quanto aos circuitos, temos 22 pista subdivididas em vários trechos e estilos, resultando um total de 100 opções.

O game se divide em duas modalidades: Quickplay, que te oferece praticamente todos os carros do jogo para jogar em todas as suas pistas, sem restrições.

Já em Forza Motorsports 3, você passa a competir, gerenciar carros, designs, tunnings, Storefront, fotos e vídeos. A gama de opções é tão grande que "correr" é apenas uma opção a mais, acredite!

Os modos de corridas são classificados em Season Play e Event List. Em Season Play, você corre por temporadas, com um calendário de eventos semanais que acabam eventualmente em uma etapa do Campeonato Mundial. Esses mundiais são divididos em diversas categorias, começando na classe F, com carros com potencias abaixo de 150hp até os poderosos R1, a categoria máxima do automobilismo de turismo.

Já em Event List, um grande quadro de eventos fica à sua disposição, dividido em várias modalidades: carros divididos por regiões, motorização, chassis, tração, classes e outras mais. Pelo Event List, não é necessário segui a sequencia de corridas, como no calendário do Season Mode. Um ponto negativo aqui: o quadro de eventos é muito mal desenhado, é confuso ter que navegar por quadradinhos e tentar relembra qual foi o último evento que participava.

Duas categorias novas são:

Drag racing, disputas de arrancadas em 1/8 até 1 milha. As provas são poucas e não muito empolgantes no modo offline. Mas online a coisa muda de história e a competividade é bem empolgante! na verdade já haviam competições de drag improvisadas na live.

Drift; o estilo favorito no japão. Um circuito especial para essa categoria foi desenhado (Fujimi Kaido). Não é minha praia, mas os vídeos no Youtube impressionam!

Jogabilidade

Forza Motorsports exige disciplina, GRID é um jogo excelente, mas o trabalho que você tem, basicamente, é soltar o acelerador, fazer a curva e acelerar novamente. Em Forza as coisas não são tão simples assim.

Para jogadores iniciantes, a nova versão conta com vários auxílios de direção: controle de estabilidade, auto-frenagem, controle de tração e a principal novidade: a opção de "retroceder". Quem já jogou GRID, sabe como funciona: ao cometer um erro, você pode "rebobinar" o jogo e corrigir sua falta. A diferença para GRID é que não há limites para usar o rewind. Aparentemente, fica-se a impressão que o jogo fica mais fácil. O que se tem, na realidade, é que se acaba jogando melhor e errando muito menos.

A física em Forza 3 também é nova para esta versão. Ao contrário do que era a de Forza 2, exatamente a mesma do primeiro game da franquia. Se havia uma coisa que muito me irritava nas versões anteriores, era que toda vez que eu tocava um muro, o carro automaticamente rodava. Era algo absolutamente impossível de acontecer em todas as situações, mas ocorria.

Agora, esta e outras falhas foram corrigidas, os carros são absurdamente mais responsivos. Dá pra sentir que você tem o carro "na mão", principalmente os carros menores e médios, que dependem menos de aerodinâmica e mais de talento.

Carro na mão é importante, mas desta vez se você não tomar cuidado, seu carro vira! Isso mesmo, Forza 3 tem capotagens. Assim como na vida real, pra capotar um carro você só consegue em situações extremas, mesmo assim é bem melhor que os carros colados ao chão que sempre encontrávamos na maioria dos racing games.

A AI está muito mais esperta e é a melhor que já vi em games de corrida, até hoje. Nada de carros robôs andando em linha. É possível ver grandes batalhas pela liderança, mesmo quando você está mais atrás. Quando digo "batalha" o termo é exato, sai faísca pra todo lado e tem pilotos de linhas limpas e outros que são verdadeiros "Mansells", não abrem espaço para ultrapassar por nada! Muito empolgante!

Joguei poucas partidas online, mas todas sem lags exagerados. Não tenho muito conhecimento mas não achei problemas com minha experiência online.

Gráficos

Forza Motorsport 3 é lindo. Se na versão anterior a crítica eram para os gráficos "pasteurizados", a Turn 10 acertou a mão e cada replay é um show de detalhes. Cenários lindos de morrer, vegetação, detalhes nas lanternas... tudo ficou muito bom. Dividir o jogo em dois discos ao fim, vale a pena após ver gráficos tão bonitos.

Agora é possível usar o ponto de vista interno, os detalhes estão muito bons, muito fiéis aos interiores dos carros originais. Vale observar uma falha, no mínimo, "curiosa": As mãos ao volante nunca se movem pra trocar de marcha. Não chega a incomodar, mas é uma baita falha.

O game continua com um ótimo efeito de danos. Bateu o carro amassa, quebra vidro, lanterna, perde a pintura. No Quick Game, não há destruição real, só mesmo maquiada, pra agradar o pessoal dos Arcades e novatos. Já no modo de carreira, é possível deixar seu carro com danos simulados.

As tomadas de cameras no replay estão muito mais bonitas. São poucas as cameras "onboard", que na verdade eram muito frustrantes.

Junto com os replays, há ainda o modo de fotografia, com muitos efeitos e opções e, pra quem tem talento, dá pra passar horas fotografando suas corridas e carros favoritos. Depois de prontas, é possível fazer upload para sua página pessoal na comunidade Forza e depois criar seu próprio album no seu serviço de imagens favorito.

Há a possibilidade de salvar seus replays e deixa-los disponíveis no Storefront do jogo, onde qualquer um poderá assistir direto do jogo. É possível também criar clips de até 30s para download no seu PC. Infelizmente nenhum dos que criei foram aceitos pelo Youtube até o momento que escrevi este review..

Ainda sobre os gráficos, com Forza3 é possível criar vinyl groups, e com um editor próprio, dá pra gastar boas horas criando logos e designs para seus carros. O editor é bem limitado, não tem funções básicas que se encontraria um qualquer Corel Draw, é preciso muita disciplina e paciência para criar seus próprios designs e logos. No fim acabam saindo resultados bem satisfatórios, mas cansativos. As fotos do Camaro do Meio Bit Games são de minha autoria, levei cerca de 3 horas para deixa-lo pronto, com ferramentas de crop e flip, poderia ter feito com metade do tempo. Mais fotos podem ser baixadas e usadas como Wallpaper neste link.

Som

Não jogo com música ligada, durante a corrida. Sou um purista, dos tempos de The Need For Speed (3DO). Tentei encontrar a setlist e não consegui. Bola fora da Turn 10 é que não é possível escolher as músicas e criar sua própria playlist. Para mim, particularmente, não faz diferença. A musica de menus é puro ambient, nem se percebe.

Já os sons de corrida, ficaram muito bons, a opção para diminuir o volume dos pneus "derrapando" ficou muito bem vindo, no jogo anterior era irritante, com o passar do tempo.

Storefront e Comunidade:

O Storefront entra para substituir o antigo Marketplace. É um lugar onde você pode vender carros, designs, vinyls e até fotos. Os carros presenteados, após vencer certos campeonatos, tem baixo valor de venda, dentro do jogo. Mas, se você o leiloar no Storefront, pode ganhar até mais que o valor de "concessionária". O mesmo vale para os designs que você criar: uma bandeira do Brasil que eu desenhei e pus à venda no Storefront, já foi comprada por 5 pessoas! É uma experiência muito legal.

A comunidade Forza é bem sólida, os forums estão bombando, os designs estão muito criativos e os leaderboards estão bem acirrados! Dá pra gastar um bom tempo tentando conseguir melhores colocações no ranking geral.

Pontos Negativos

Nem tudo é maravilha em Forza 3. Ainda não será desta vez que veremos a animação de um trabalho dos mecânicos nos boxes, nas vezes que pararmos para trocar pneus. Pelo menos desta vez é possível ver alguns mecânicos, mas é só.

Outro coisa que me desapontou foi quanto às tomadas de tempo. Ao fim de cada corrida, não dá pra ver quais os seus tempos volta por volta. Apenas os melhores tempos e o tempo geral. Para um jogo destinado a um público fanático por velocidade, essa falha ficou bem chata.

Também não será nesta geração que teremos corridas na chuva. Claro que seria praticamente reprogramar toda a física do jogo, mais gráficos etc. Os lindos cenários compensam isto, mas é um desafio que ainda gostaria de ver em simuladores.

O editor de vinyls precisa ser muito mais avançado, poucas ferramentas de edição tornam o trabalho muito cansativo.

Uma última reclamação: Forza precisa estabelecer parâmetros para o grid de largada. Geralmente você sempre larga em último. Eu adoraria poder fazer uma volta rápida para definir minha colocação. Como não é possível, que pelo menos use um critério mais sólido. Minha recomendação seria com os carros menos potentes na frente e os favoritos largando em ultimo, daria mais emoção à largada.

Conclusão

Forza Motorsport 3 é o melhor jogo de corrida que já joguei, fato. Longe de ser o simulador dos meus sonhos, porém o conjunto geral agrada bastante por ter uma comunidade online ativa, gráficos sólidos e física aprimorada.

Novatos em jogos de simulação podem experimentar sossegados, as assistências e a função "retroceder" garantem diversão e boas corridas mesmo não sendo muito chegado no gênero simuladores.

A bola agora está com a Sony e seu tão prometido Gran Turismo 5. E que vença o melhor!

roniuj_fm3_04.11.09-10

4070590819_7d5c36e8ae_o 4071351884_9d952caa94_o 4073593299_bbb471a080_o

4070590607_13fb8ef2a5_o 4073928617_0a89230aaf_o 4070590691_45a966f7e4_o

relacionados


Comentários