Meio Bit » Baú » Fotografia » Pessoas sem noção, ou como a polícia tem que proibir selfies em local de tragédia

Pessoas sem noção, ou como a polícia tem que proibir selfies em local de tragédia

O governo de Londres teve que erguer barreiras para que turistas não fizessem selfies em local de tragédia.

29/08/2017 às 9:40

grenfell-tower-londres

Acho que a maioria das pessoas sabe que a tal da humanidade não tem muito noção das coisas. Somos insensíveis, egoístas, oportunistas e mais um monte de coisas negativas. O pior é que mesmo quem está executando um ato relacionado às “qualidades” citadas não concorda com isso e se acha no direito de ser, com o perdão da palavra, escroto. Infelizmente algumas dessas características estão ligadas à fotografia. Já sabemos que a maior parte dos fotógrafos se comporta como pombos, mas até os não fotógrafos tem sua gigantesca parcela de culpa. Vocês podem pesquisar aqui pelas páginas do Meiobit mesmo para ter uma amostra de tudo isso que estou falando.

A última fonte de vergonha para a nobre arte da imagem está acontecendo em Londres, mais especificamente na Grenfell Tower. Para quem não se lembra, a Grenfell Tower era um prédio residencial em Londres com 24 andares que pegou fogo em junho de 2017. A tragédia foi notícia no mundo inteiro e chocou os moradores da cidade. O incêndio matou 80 pessoas, incluindo a fotógrafa Khadija Saye, e fez a população da cidade questionar pesadamente a política de habitação do governo. Como podemos imaginar, a tragédia causou grande impacto na população local e um sentimento de tristeza. Porém, mesmo durante o incêndio, enquanto pessoas estavam morrendo e os bombeiros tentavam apagar o fogo, pessoas já estavam fazendo selfies com o acontecimento. Igual a cidadã abaixo.

Infelizmente a Grenfell Tower se tornou um ponto turístico dentro da cidade onde a prática da selfie compartilhada em redes sociais é quase uma “obrigação”. Agora, com o Carnaval anual de Notting Hill que esperava o comparecimento de 2 milhões de pessoas, o poder público se preocupou com o grande fluxo de pessoas até o local. Barreiras foram erguidas pela polícia metropolitana para evitar que turistas se dirijam até o local para fazer a popular foto. Somente moradores puderam entrar nas imediações e policiais foram alocados para garantir o mínimo de exposição do local ao fluxo de turistas.

Sinceramente, eu não tenho mais nenhuma esperança em relação ao futuro da humanidade. Quando precisamos do governo para dizer que temos que ter o mínimo de respeito e sensibilidade pelo sofrimento dos outros é que a coisa já foi para o vinagre. Respeito é primordial para vivermos em sociedade, mas é justamente o que não temos.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários