Meio Bit » Baú » Engenharia » Cuba lançou um ataque sônico contra diplomatas americanos?

Cuba lançou um ataque sônico contra diplomatas americanos?

Cuba lançou um ataque sônico contra diplomatas americanos? As evidências apontam que sim, mas nenhum dos envolvidos está disposto a admitir. Ficção científica? Pior que não, é algo até comum.

24/08/2017 às 22:14

3896783-a8932384-13

Nos últimos meses diplomatas americanos em Havana estão voltando para os EUA para tratamento médico. Os sintomas são os mesmos, e são sérios: danos cerebrais, lesões no sistema nervoso central, náusea, dores de cabeça, perdas de audição e dificuldades de equilíbrio.

Não são um nem dois, pelo menos dez diplomatas e parentes foram afetados, e os médicos não acharam nada de especial, nenhuma pista.

O Departamento de Estado também não tem muita certeza, tanto que estranhamente não acusaram ninguém nem tornaram a coisa muito pública. Por um lado, para não deixar evidente que alguém pode atacar diplomatas americanos de forma tão impune e sub-reptícia (eu adoro escrever sub-reptícia).

Uma das principais suspeitas é que o ataque teria sido feito com armas sônicas, basicamente infrassons ou ultrassons de alta energia, indetectáveis por nossos ouvidos mas nem por isso inexistentes.

Infrassons na faixa de 17 Hz causam desconforto, ansiedade e em alguns casos enjôos. A maioria das “casas assombradas” não passam de locais com vazamento de infrassons. Os sintomas dos diplomatas casam quase completamente com os relatados em mergulhadores que foram expostos a infrassons.

Qual motivo Cuba teria para instalar esses alto-falantes e atacar a Embaixada? Há um monte de hipóteses, a mais provável é… trollagem. Cuba conseguiu um brinquedo novo, resolveu testar e que teste melhor do que botar os ianques pra chamar o Raul?

Fonte: Russia Today.

Leia mais sobre: .

relacionados


Comentários