Meio Bit » Baú » Fotografia » Duelo de gigantes: Panasonic GF1 x Olympus EP-1

Duelo de gigantes: Panasonic GF1 x Olympus EP-1

06/10/2009 às 4:45

Ninguém duvida que o sistema micro-quatro-terços foi uma das grandes revoluções tecnológicas na fotografia nos últimos dois anos. O sistema possibilita produzir câmeras com lentes intercambiáveis e sem a necessidade do espelho das câmeras reflex. O resultado são câmeras menores, mais leves e que possibilitam manter uma ótima qualidade de imagem com um sensor com fator de corte de 2x. A tecnologia foi desenvolvida em uma parceria entre a Panasonic e a Olympus, sendo que a Lumix G1 foi a primeira câmera do novo sistema a entrar em comercialização. A Olympus demorou mais para lançar seu modelo e colocou recentemente no mercado a EP-1, que seria uma comemoração aos 50 anos da série PEN. Com ela, o conceito de portabilidade do sistema micro-quatro-terços foi realmente levado a sério. O que tínhamos era realmente uma câmera compacta e não o modelo quase do tamanho de uma DSLR normal da Panasonic.

Não demorou muito e chegou ao mercado a Lumix GF1, o modelo ultra compacto da Panasonic. As duas câmeras são quase do mesmo tamanho, possuem muitas similaridades no design e, teoricamente, são equipadas com a mesma tecnologia. Então, como escolher entre as duas? Para sanar essa dúvida o site espanhol Quesabesde realizou um comparativo bem interessante entre os dois equipamentos. O pessoal do site passou alguns dias brincando com as duas câmeras (que inveja dos gringos) e escreveram uma extensa matéria sobre o assunto. O mais bacana é que todas as considerações parecem realmente serem feitas por alguém que gosta muito de fotografia. Me identifiquei com o conteúdo, pois muitas das pergunta e argumentos poderiam ter sido feitas por mim ou muitos dos leitores aqui do Meio Bit.

As câmeras foram colocadas lado a lado e todas as possibilidades foram testadas. Um ponto importante foi a prova de ruído em altas sensibilidades e as fotos externas para comprovação da nitidez e representação das cores. Sempre achei que dar uma nota baixa para uma câmera por defeitos que só são encontrados em testes de laboratório com condições de luz controlada é uma enorme besteira. O indivíduo aplica um zoom de 600% e diz que existe muito ruído na foto. Isso é idiotice. Por isso que fico feliz ao ver que as conclusões do site levam em conta alguns fatores bem práticos. Segundo os espanhóis, é possível escolher um ou outro equipamento através de alguns pontos básicos. A Panasonic Lumix GF1 ganha mais simpatia pelo flash incorporado (a câmera da Olympus não possui fash) e a possibilidade de usar o view finder eletrônico (acessório vendido separadamente) é uma mão na roda para dias com muito sol. Porém, se o principal objetivo do consumidor é a qualidade geral do JPEG, inclusive na relação ruído/ISO, então a escolha certa é a Olympus EP-1.

No meu caso, o design é importante também. A aparência retro da EP-1 me conquistou desde o primeiro momento e já faz o equipamento ganhar vários pontos na eventual escolha entre as duas câmeras. Mas, temos que levar em conta que a Olympus já anunciou uma nova câmera que virá sanar vários dos problemas encontrados na EP-1. A Panasonic já está na terceira câmera dentro do novo sistema e teve tempo de resolver vários problemas. A Olympus está apenas começando.

comparativo

Veja aqui o teste completo do site Quesabesde.

relacionados


Comentários