Meio Bit » Baú » Engenharia » Designer (sempre eles) cria super-iate que imita propulsão de rabo de baleias

Designer (sempre eles) cria super-iate que imita propulsão de rabo de baleias

Ah Designers… os rebeldes que não precisam se prender a bobagens como Leis da Física para projetar suas incríveis e inviáveis idéias. A bobagem do dia é um iate com um sistema de propulsão de rabo de baleia, e sim, é ineficiente e idiota como você está pensando.

20/07/2017 às 0:11

c61

Uma vez, conversando com um cientista levantei a questão de que a Evolução experimenta por milhões de anos e chega a soluções extremamente otimizadas, mas nunca havia inventado a roda. Ele me lembrou então que pra roda ser útil, precisamos de estradas.

Por isso alguns designs criados por nós são muito mais eficientes do que qualquer coisa que a Natureza fez. Temos materiais e técnicas melhores para trabalhar. Engrenagens por exemplo são máquinas excelentes mas com materiais biológicos ficam frágeis. Existe exatamente UM animal que utiliza engrenagens. Dois, se contar o Homem.

Ou seja: imitar a Natureza nem sempre é a melhor solução. Que o diga nossos olhos, com um buraco no fundo criando um ponto cego para passar o nervo óptico, e dane-se o cérebro pra resolver isso por software.

Esses detalhes não chegam aos olhos dos designers deslumbrados, até porque eles não têm qualquer compromisso com a Realidade, e acabam com idéias legitimamente idiotas como… isto:

ipad-seataci-1

É um "iate" que pela proporção das palmeiras deve ter uns 300 m de comprimento. É um trimarã, mas os dois pontões são submersíveis, o que aumenta imensamente o arrasto. Eu falei arrasto? Sim, tem um casco central:

ipad-seataci-3

Sim, claro que esse casco central vai fazer o barco tentar emergir, e para evitar isso… lastro. centenas de toneladas de peso morto arrastados pelos motores, consumindo inutilmente combustível.

Os motores aliás são a cereja desse bolo de bosta. Como você pode perceber:

aquabosta

O troço é baseado “na propulsão de golfinhos e baleias”, e seria “mais eficiente do que hélices”.

Então vejamos: se ficar fora da água parte do tempo, produz propulsão zero. Enquanto está subindo ou descendo, boa parte da energia gera propulsão para cima e para baixo. Baleias compensam isso arqueando o corpo, coisa que esse troço não faz.

Quem lembra da aula sobre alavancas no colégio percebe que com o eixo na ponta dessa barbatana, será preciso muito mais força para movimentar o negócio. Uma hélice por sua vez produz propulsão 100% do tempo com quase 100% de sua área. A transferência de energia mecânica é muito mais eficiente, também.

Piora? Claro que piora. Está vendo no rabo do bicho, o leme? Agora me explique como essa desgraça vai manobrar em baixa velocidade sem a água acelerada passando nele? Dica: existe um motivo para o leme ficar depois da hélice.

hapag-lloyd

Essa desgraça também é inútil em águas rasas, impossível de atracar em qualquer porto e se você ainda não está convencido, me explique, em nome de Nosso Senhor Jesus Cristo, como essa monstruosidade… dá ré.

Designers deveriam REALMENTE ter alguns semestres de Engenharia antes de sair cuspindo besteiras assim, que só servem para blogueiros de segunda categoria encherem linguiça em seus blogs.

Fonte: Digital Trends.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários