Meio Bit » Baú » Games » Bioware nos fará chorar (será?)

Bioware nos fará chorar (será?)

11/09/2009 às 20:47

Não escondo de ninguém a minha admiração pela Bioware devido ao ótimo trabalho realizado nos seus RPGs e por isso estou bastante esperançoso quanto aos seus próximos lançamentos, Mass Effect 2 e o Dragon Age: Origins. Ao conceder uma entrevista, Ray Muzyka, CEO da produtora, falou como esses títulos tentarão levar ao jogador os mesmo sentimentos da vida real e o quanto difícil é passá-los através dos videogames.

As pessoas sabem quando alguma coisa não é real e crível – como olhos que não se movem corretamente. Isso faz com que percebamos que talvez não se trate da realidade. Ou quando as expressões faciais não estão muito boas, ou diálogo demais, ou diálogo de menos, ou uma enorme variedade de coisas que podem não estar muito bem feitas e o faz sentir que o personagem com quem conversa não convincentes.

Se você não tiver todos esses detalhes bem acertados, não será possível romper a barreira para se ter um um envolvimento emocional com os personagens. E aí você terá que conseguir transmitir as emoções como amor, tristeza, arrependimento, carinho, ódio, aversão. Todas são expressões válidas e emoções pelas quais buscamos [nos jogos] e são muito difíceis de se reproduzir.”

Concordo com as palavras de Muzyka e ainda acrescentaria à lista um bom enredo. Mesmo não se tratando de uma reprodução de um ser humano, peguemos o espetacular Wall•E como exemplo, o filme está repleto de carga dramática e muito disso se deve a ótima história e a forma como ela é contada. De vez em quando fico com a sensação de que todos os produtores acham mais fácil jogar a culpa pela falta de sentimentos nos jogos na limitação tecnológica. Ainda acho que uma boa história é capaz de suprir muitas deficiências técnicas, seja nos livros, filmes e porque não, jogos?

alexi_cry_11.09

[via Videogamer]

relacionados


Comentários