Meio Bit » Baú » Miscelâneas » Quando o computador é melhor que a cadeira

Quando o computador é melhor que a cadeira

25/08/2009 às 18:39

Geeks normalmente não são as pessoas com o hábito de vida mais saudável. Esse papo de geração saúde não supera o pacote de batatas fritas, nem a cerveja ou refrigerante. O tal junk food são as guloseimas que são devoradas rapidamente para voltar ao computador. Afinal de contas, não se pode deixar seus companheiros na mão no meio uma missão com outras 39 pessoas em World of Warcraft.

Outro problema comum é que investe-se demais no equipamento e pouco no ambiente. Não sei quanto a vocês, mas eu passo mais tempo sentado numa cadeira do que deitado. E foi isso que me deixou com dores na coluna até descobrir a culpada: a cadeira.

Para se ter uma noção do que estamos falando, a cadeira que eu uso hoje foi comprada na época em que 486 DX2 66 com 8 MB de RAM era a máquina top de linha.

Então começa uma pequena saga para escolher uma nova, que dure bastante e seja o mais confortável possível dentro do orçamento.

Conversando com uma consultora de venda de uma das lojas, ela apontou o meu problema: se você passa 10-12 horas sentado, uma cadeira é mais importante que a sua cama. Foi quando eu decidi mudar o orçamento de cadeira-vagabunda-de-escritório para poltrona-executiva.

É assustador quando você contabiliza as horas na frente do computador. Sério. Entre trabalho, pesquisa, estudos e diversão (também no PC), pelo menos metade do dia estarei sentado.

Procurei em várias lojas, no Rio de Janeiro. Uma delas, a Tok Stok levou um mega #fail porque todo o mostruário deles está dentro de uns boxes em exibição na qual o provável comprador não pode sentar. Então é assim: eu quero comprar uma cadeira, vou na loja e não posso testar o produto? Alguém aí tem coragem de comprar um colchão relativamente caro sem deitar nele antes?

Outra loja, Etna, tem excelentes opções e a minha favorita foi uma tal de cadeira modelo presidente mas que fugiu demais do orçamento. O problema dessa loja foi a questão de opções de cor e forramento. Poderia ser qualquer um contanto que fosse “couro ecológico” preto.

Couro ecológico é vinil, derivado do petróleo, mas a sociedade protetora dos animais e vegetarianos agradecem. Optei por tecido feito com algodão porque é fácil trocar, não resseca, esquenta pouco e dura como o jeans.

Acabei comprando o modelo abaixo, com forro e cor diferentes, que estará pronta em 20 dias úteis:

25-08-2009 15-29-50

O mais importante para quem fica muito tempo sentado é a espuma firme, para não ceder depois de longas horas. E logo depois, o mecanismo assento-encosto, que deve flexionar como um composto só e evitar aquela nossa mania de ficar em S.

Quando ela finalmente chegar, coloco algumas fotos no nosso fórum.

relacionados


Comentários