Meio Bit » Baú » Internet » tr.im agora é do povo!

tr.im agora é do povo!

18/08/2009 às 17:43

E a novela do tr.im parece que, afinal, chega ao seu fim. Após o anúncio do seu fechamento, e em seguida, do seu retorno (triunfal?), agora a Nambu, empresa por trás do serviço, decidiu abrir mão da marca e liberá-lo para a comunidade.

Na prática, isso significa que todos passam a ser um pouquinho donos do tr.im. O código-fonte será aberto (sob a MIT open-source license), o domínio será público, todas as estatísticas globais do serviço serão abertas, a plataforma poderá ser usada em domínios próprios (gratuitamente), e doações passarão a serem aceitas, para arcar com os custos de manutenção. Mas, à parte esse último detalhe, Eric Woodward, da Nambu, assumiu publicamente o compromisso de manter o serviço em funcionamento por termpo indeterminado, inclusive com apoio financeiro da sua empresa.

logo_home Essa mudança violenta nos rumos do tr.im pegou a todos de surpresa. Afinal, dados os últimos acontecimentos, era esperada a venda do tr.im para algum interessado. Na verdade, houve uma proposta: o bit.ly, maior encurtador de URLs do mundo atualmente, ofereceu U$ 10 mil pelo tr.im. Não tenho experiência no ramo de compra e venda de startups, mas acho que esse valor é baixo perto do que o tr.im representa…

De quebra, Woodward aproveitou o anúncio para alfinetar o 301works, espécie de mirror de URLs encurtadas, apoiado por alguns dos investidores do bit.ly. Segundo ele, esse serviço é apenas uma forma de fazer publicidade do bit.ly, e em última instância, não resolve o problema das URLs curtas mortas. Obviamente, o tr.im não ingressará nessa investida, mas sob o novo modelo, parece que o serviço prosperará.

Fonte: Download Squad.

relacionados


Comentários