Meio Bit » Arquivos » Games » Cidade de Washington investirá pesado nos eSports

Cidade de Washington investirá pesado nos eSports

Cidade de Washington D.C. anuncia que patrocinará a equipe de eSports NRG e que um novo ginásio que está sendo construído por lá também servirá como palco para campeonatos da modalidade.

13/03/2017 às 14:30

Os eSports podem não ter o peso ou o reconhecimento dos esportes tradicionais, mas quando se trata de negócios, muitas pessoas já enxergaram neles muito potencial a ser explorado. Além dos canais de televisão (inclusive do Brasil) que já transmitem certos eventos, universidades têm dado bolsas à cyberatletas e clubes de futebol e equipes da NBA estão gastando alto para ver seus nomes ligados à modalidade, com sinais de que o interesse não deverá parar por aí.

Quem decidiu também entrar nessa brincadeira foi a cidade de Washington D.C., que através de sua divisão responsável por convenções, esportes e entretenimento, anunciou que patrocinará a equipe NRG eSports. Além disso, eles investirão US$ 65 milhões na construção de uma arena para 4.200 pessoas, que embora tenha como alvo principal o time de basquete feminino Washington Mystics, também será usado para a realização de campeonatos de videogame.

De acordo com Max Brown, que atua como presidente da Events DC, por se tratar de uma cidade com oito universidades e que contam com um grande fluxo de jovens, faz todo o sentido eles tentarem transformar a capital dos Estados Unidos em uma espécie de capital também dos esportes eletrônicos. Já para Andy Miller, cofundador da NRG, a quantidade de turistas que visitam a cidade poderá fazer com que o nome da sua equipe se torne ainda mais conhecido.

Algo importante mencionado por Miller é que, ao contrário do que vemos acontecer nos esportes tradicionais norte-americanos, as equipes de eSports não precisam ser conhecidas pela cidade em que atuam, portanto eles não passarão a se chamar Washington NRG ou algo parecido. Contudo, a expectativa é de que a atitude incentive outras cidades a fazer o mesmo, o que poderia tornar a modalidade ainda mais forte.

Resta saber como os habitantes de Washington reagirão ao saberem que dinheiro público está sendo gasto desta maneira e se antes surgiram reclamações pela construção do ginásio para o basquete, imagino que os videogames estarem envolvidos só piorará a situação.

Embora eu entenda que isso poderá ser revertido em publicidade e até no aumento de visitantes à cidade, particularmente não gosto muito da ideia do governo investir em algo que será aproveitado por poucos e que encherá os bolsos de menos ainda (Brasil 2014 e Rio 2016? Sim, estou olhando para vocês!). Tudo bem que nos Estados Unidos o esporte (e por tabela os eSports) costuma ser muito melhor tratado como negócio do que aqui, mas ainda acho que esse tipo de investimento deveria sair do bolso apenas dos envolvidos.

Fonte: DualShockers.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários