Meio Bit » Arquivos » Internet » tr.im será descontinuado

tr.im será descontinuado

10/08/2009 às 17:00

Parece que o nicho dos encurtadores de URLs está definhando, em parte graças ao estrondoso sucesso do bit.ly. O inovador serviço abocanha, segundo o TweetMeme, quase 80% do mercado, e continua crescendo. A nova vítima dessa concorrência ferrenha é o tr.im, serviço similar que encerrará suas atividades em breve.

A justificativa dos desenvolvedores, que colocaram um grande aviso na capa do site (que, por sua vez, não encurta mais URLs), é que o serviço não se sustenta. Há um grande investimento em servidores e pesquisa, mas não há retorno. E como ninguém quer pagar a conta, muito menos os próprios usuários, a solução encontrada foi descontinuá-lo, e focar as atenções em outro produto da empresa, o Nambu (Mac OS X e iPhone).

logo_home As URLs encurtadas redirecionarão até, pelo menos, 31 de dezembro de 2009. Depois disso, o que acontecerá ainda é um mistério. Essa notícia reacende as críticas acerca do uso de encurtadores de URLs. Afinal, coisas como a rasteira do Digg ou o encerramento das atividades do tr.im acabam com milhares, quiçá milhões de URLs espalhadas em vários sites e serviços. Felizmente, nesse caso, parece haver uma luz no fim do túnel.

A Betaworks, uma dos investidoras do bit.ly, lançou há pouco mais de quatro meses o serviço 301works, com o objetivo de ser uma espécie de cache/espelho de URLs encurtadas, algo parecido com o que a Way Back Machine é para páginas normais. Na época, a ideia foi rejeitada pelos competidores do bit.ly por motivos óbvios, mas agora, pode ser a salvação do tr.im. Nada foi decidido ainda, mas essa possibilidade, ou mesmo a compra do “espólio” pelo bit.ly, parece ser a salvação das URLs geradas no serviço e que, de outra maneira, morreriam junto com o próprio.

Fontes: TechCrunch e Mashable.

relacionados


Comentários