Meio Bit » Baú » Hardware » Paranóia Level 9000, mas conceito legal: o LED do HD pode ser usado para roubar dados

Paranóia Level 9000, mas conceito legal: o LED do HD pode ser usado para roubar dados

BOMBA BOMBA terríveis hackers estão usando o LED do seu HD para roubar dados em seu computador. Este é o título que você vai ver por aí. A verdade é que a idéia, muito bem sacada, foi testada em uma prova de conceito. Tecnicamente viável é, mas os empecilhos práticos garantem que todos nós continuamos seguros.

24/02/2017 às 19:15

lote-com-4-revistas-divirta-se-com-a-eletrnica-anos-80-d_nq_np_13758-mlb4472902566_062013-f

Nos anos 80 um dos circuitos que quase montei, seguindo instruções das várias revistas de eletrônica que havia nas bancas, era um transmissor óptico. Não usava laser, lasers de camelô ainda estavam a décadas de distância no futuro. Usava LEDs infravermelhos e fotodiodos. Ou fotorresistores, não lembro os detalhes.

Com ele você podia transmitir um sinal sem usar ondas de rádio. Tecnicamente continuava usando ondas eletromagnéticas, mas com luz era muito mais legal.

Hoje links com lasers são usados até do espaço, são tecnologia corriqueira. A surpresa foi ver a velha tecnologia subvertida para o Mal, graças a uma pesquisa de um grupo da Universidade Ben-Gurion. Eles estavam estudando formas de extrair informações de máquinas extremamente sigilosas, offline por design.

mission-impossible-movie-1996-tom-cruise-hanging-from-ceiling-computer-ethan-hunt

Quer dizer, sem ter que usar o Tom Cruise.

Esses computadores não têm placa de rede, Wi-Fi, Bluetooth, portas USB são lacradas e, sendo realista, eu acho que sequer existem na vida real, não faz sentido. Seriam inúteis, mas vamos fingir que são reais.

O que os pesquisadores inventaram: é possível transmitir informação usando… isto:

led-1

O LED do HD.

Eles escreveram um software que assume o controle do LED, e conseguiram fazê-lo piscar em uma frequência de 6 kHz. Para um humano é só um LED aceso, para uma câmera, é uma pletora de informação. Os caras atingiram uma taxa de transmissão de 4 kb/s, o que é muito pouco pra baixar a sex tape do Trump com as prostitutas russas (thank you jesus) mas é mais que suficiente para baixar os códigos de lançamento dos mísseis do NORAD.

Se bem que nem é preciso, o código de lançamento é "00000000".

Um sistema comprometido poderia passar a noite inteira transmitindo dados — e um único LED ilumina uma sala com as luzes apagadas — enquanto um espião malvado com uma boa câmera filma os reflexos na janela.

computer_bomb

A sacada foi ótima, um excelente uso de um recurso absolutamente inocente. A parte chata é que os portais habituais vão encher as interwebs de títulos sensacionalistas, hackers vão roubar seus dados COM LUZ, Seu Hard Disk vai te trair e outras bobagens.

Não vão. Pra começar, na situação hipotética o hacker teria que ter acesso físico ao computador, já que ele estaria isolado das redes. E se você tem acesso físico ao hardware, é kaput, game over, man, game over. Não precisa se preocupar em instalar backdoors, você rouba o HD, clona e pronto.

No nosso caso, você acha MESMO que é tão importante que um hacker malvado vai contaminar seu computador, descobrir onde você mora, rezar pro seu computador ficar próximo da janela e virado pro lado certo, e em seguida passar noites em claro estalkeando suas cortinas pra copiar as fotos daquela mixórdia que você manda pras meninas nas DMs do Facebook?

Portanto, relaxe. Seus dados não estão em mais perigo agora do que estavam ontem, e nosso conhecimento coletivo aumentou um pouco, com gente pensando fora da caixa.

Fonte: Space War.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários