Meio Bit » Baú » Games » o zum-zum-zune do Microsoft Games for Windows Live 3.0

o zum-zum-zune do Microsoft Games for Windows Live 3.0

06/08/2009 às 21:57

ATENÇÃO: O post abaixo deve ser lido com seu detector de ironia em nível 4/5. Caso não esteja corretamente configurado, tecle ALT+F4.

A Microsoft acaba de lançar a versão 3.0 do Games for Windows Live. Qual a idéia: Um a loja online, muito parecida com o que temos rodando no XBOX360, onde podemos comprar add-ons, novos cenários ou mesmo jogos inteiros.

Na Live Network é possível jogar em multiplataforma, ou seja: Eu posso estar detonando o Dori direto no Halo 2, eu no meu valoroso Netbook, ele no 360. Mas isso não é novidade. As novidades agora são o marketplace in game. É possível comprar ad-ons e usar outros recursos sem sair do jogo.

Com essa versão 3.0 a Microsoft cercou por todos os lados o mercado de Games. A experiência de uso tanto para o usuário de console quanto para o usuário de PC será a mesma. Se bem que... é, não cercaram de todos os lados.

Para a Microsoft abraçar todos os nichos principais precisaria de um equipamento com WIFI, capaz de se conectar na TV gerando sinal HD 720p, com processador poderoso, de preferência uma tecnologia integrada como, digamos a Tegra, aceleração 3D, áudio de qualidade, touchscreen, display de 3,6 polegadas...

Claro, isso tudo é apenas especulação, poderia ser uma enorme coincidência, a menos de um mês do lançamento do Zune HD sair uma versão nova do Games for Windows Live. Como também é coincidência a escolha de uma plataforma como a Tegra.

O vídeo abaixo por exemplo é um demo da tecnologia Tegra.


Imagine usar isso só pra tocar hits do Cansei de Ser Sexy...

Então, temos duas possibilidades:

a) a Microsoft é burra, vive de copiar os outros, e jamais perceberia o mercado de games portáteis como um nicho; jamais investiria em jogos portáteis, ou em uma loja. Também não faria integração entre esses nichos. Escolheria uma plataforma pesada para o Zune HD, montaria toda uma especificação que é overkill para um player A/V mas excelente para um console, integraria com o XBOX360 mas não, não lançaria games para o Zune HD.

b) a Microsoft veio comendo pelas beiradas, criou uma base fiel (só oficialmente são 14 milhões de gamers) e vai fornecer uma plataforma de entretenimento PENSADA para games, e não por acaso boa para jogos, como foi o iPhone. Mais ainda, fornecerá toda a integração com o resto da família Live.

Escolha a que quiser, não vai afetar a estratégia já tomada pela empresa. Quem está certo?

relacionados


Comentários