Meio Bit » Baú » Games » Como a Unreal Engine poderá ajudar o Nintendo Switch

Como a Unreal Engine poderá ajudar o Nintendo Switch

Shigeru Miyamoto afirma que a equipe da Nintendo “dominou” a Unreal Engine e fala sobre a facilidade de adaptar jogos de PC para o Nintendo Switch.

08/02/2017 às 13:01

dragon-quest-xi

Sempre que tentamos fazer algum tipo de previsão para o Nintendo Switch, é inevitável termos que mencionar o desempenho do Wii U e isso está diretamente relacionado a maneira como as desenvolvedoras externas prestaram, ou melhor, não prestaram apoio ao console.

Ciente da desconfiança dos consumidores, a Nintendo tem dito constantemente que o problema não se repetirá e algo que poderá lhes ajudar bastante a conquistar as desenvolvedoras é a Unreal Engine. Ao participar de um evento para investidores, Shigeru Miyamoto falou sobre como tem sido fácil trabalhar com o videogame.

Em relação ao nosso ambiente de desenvolvimento, as desenvolvedoras externas que fazem jogos para PC agora podem adaptá-los facilmente para funcionarem na nossa plataforma. No atual ambiente de desenvolvimento, eu diria que levaria menos de um ano para adaptar um jogo de PC para o Nintendo Switch.

Miyamoto também disse que embora muitos digam que os desenvolvedores ocidentais possuem mais habilidades que os japoneses, a equipe da Nintendo teria conseguido “dominar” a Unreal Engine, fazendo com que agora eles possam se considerar em pé de igualdade com os profissionais dos Estados Unidos e Europa.

Vale lembrar que embora o Wii U pudesse receber títulos criados com a Unreal Engine 4, isso exigia um certo trabalho, já que o console nunca foi suportado oficialmente pela Epic Games, ao contrário do que acontecerá com o Switch e que também será compatível com a Unity. Isso faz com que o novo videogame possa receber jogos criados com dois dos mais populares kits de desenvolvimento do mercado.

Já na opinião do diretor executivo Shinya Takahashi, a empresa tem feito um enorme esforço para facilitar ao máximo a vida dos estúdios, o que já permite que mesmo equipes formadas por poucas pessoas sejam capazes de desenvolver para o Switch. No entanto, a BigN também está tentando atrair os gigantes e o sucesso nesse sentido pode ser visto no apoio que receberão de companhias como a Bethesda.

Por enquanto prefiro me manter receoso quanto a essa empolgação, com medo de que tudo não passe de puro marketing para vender um novo console. Porém, acredito que se a Nintendo realmente conseguir atrair um bom número de estúdios, será praticamente impossível o Switch não fazer sucesso.

Fonte: Videogamer.

relacionados


Comentários