Meio Bit » Baú » Cultura » Kreator — Gods of Violence

Kreator — Gods of Violence

O Kreator está de volta destilando sua música pesada para todos os adoradores do estilo. Veja um pouco do que acontece em Gods of Violence.

04/02/2017 às 14:05

Os deuses alemães do Thrash Metal voltaram, depois de 5 anos, com mais um registro em estúdio. E que registro. Já vou avisando que essa não é, e nem tem a pretensão, de ser uma resenha imparcial.

A história desta banda germânica começou em 1982, mas o primeiro disco, Endless Pain, saiu apena em 1985. Ou seja, 34 anos de história dentro da música pesada. Muitas bandas com essa longevidade (principalmente as mais pesadas) acabaram se perdendo no caminho, fizeram coisas diferentes (Metallica, estou olhando para você), e nos últimos tempos quase todos estão tentando uma volta às raízes. O próprio Kreator teve uma fase esquisita (quem lembra do Renewal de 1992), mas isso ficou no passado e agora eles continuam martelando seus instrumentos impiedosamente.

No dia 27 de janeiro chegou ao mercado o álbum Gods of Violence e, assim como esperado, a pancadaria corre solta. Para falar a verdade a banda vem soltando clipes e singles desde novembro. O primeiro foi o clipe da música título, Gods of Violence, que já conta com mais de 1 milhão de visualizações. Depois tivemos Satan is Real (dezembro) e Totalitarian Terror (em janeiro). Porém, a banda chamou muita atenção nesta semana com o lançamento de um clipe para a música Fallen Brother, uma imensa homenagem a grandes nomes da música pesada e do rock que nos deixaram. Várias fotos vão aparecendo durante o clipe e, entre elas, temos Lemmy, Phil Lynott, Jeff Hanneman, Cliff Burton, Peter Steele, Prince, David Bowie e Bon Scott. Ao final, a letra da música clama Until the dawn of resurrection; Let's sing a hymn for the fallen ones. Emocionante.

Letras ingênuas, guitarras estridentes, bateria britadeira, baixo ensandecido, ou seja, uma aula completa de como fazer aquele Thrash Metal clássico da Bay Area, só que vindo da Alemanha. Destaque absoluto para a voz rasgada de Mille Petrozza (um cara que não sei como ainda não está mudo) que é uma das características marcantes da banda. Junto com ele encontramos Sami Yli-Sirniö (guitarra), Christian Giesler (baixo) e Ventor (bateria).

Gods of Violence é um disco quase perfeito. As músicas são redondas e tudo funciona perfeitamente. O disco entrou direto no topo da parada de vendas na Alemanha (primeira vez que a banda consegue esse feito). Vale a pena investir e ter essa preciosidade em casa. O disco foi lançado em várias versões. Uma simples e outras versões de luxo contendo DVD e BD, além de uma caixa com Vinil, CD e BD. O DVD contem a apresentações ao vivo da banda no Wacken de 2014. Minha cópia ainda não chegou (infelizmente), mas é possível encontrar a versão com DVD no Mercado Livre por R$ 50,00.

Para ouvir no volume máximo e batendo a cabeça como louco.


Nuclear Blast Records — KREATOR - Fallen Brother (OFFICIAL VIDEO)

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários