Meio Bit » Arquivos » Games » Wada: Falta originalidade

Wada: Falta originalidade

30/07/2009 às 17:19

Muitos de nós que acompanham a indústria dos videogames há muitos anos volta e meia nos pegamos discutindo sobre a falta de originalidade dos game designers. Sinceramente, não sei se é reconfortante ou preocupante o fato de que essa reclamação também é feita por alguns desenvolvedores, como o caso de Yasuhiro Wada, criador da série Harvest Moon e CEO da Marvelous Entertainment.

Ao conceder uma entrevista com o pessoa da revista Edge, Wada falou sobre as baixas vendas de seus jogos no Wii, que seria justificado pelo nome ainda não consolidado da empresa e a tentativa da Microsoft de consolidar o Xbox 360 no Japão lançando vários jRPGs, mas o que mais me chamou a atenção foi sua resposta ao questionarem sobre a suposta falta de inovações por parte da indústria:

Eu realmente penso que há motivo para continuarmos desenvolvendo esses [originais] jogos. Caso contrário, acho que um grande perigo para nossa indústria aguardará na próxima esquina. Talvez a originalidade encontre seu caminho em algum nível underground, indie de produção. Acredito que nosso mercado esteja afundando porque os jogadores estão ficando entediados e desinteressados em jogar videogame…

dori_mur_30.07.09 Pegue como exemplo os gráficos 2D, que são o núcleo do Muramasa. Acredito que não haja muitas empresas interessadas em desenvolver títulos baseados em gráficos em duas dimensões de alta qualidade. Você encontrará muitos jogos usando imagens 3D, mas existem qualidades que são únicas ao 2D, como o nível de detalhes, cores, etc… Além disso, se o mercado se tornar exclusivamente sobre 3D, então alguém muito talentoso em 2D pode achar que ele não é útil para a indústria, o que afetaria a criatividade da indústria no geral.

É claro que investir na originalidade é arriscado. É preciso vender para manter esses jogos originais. Como um negócio, a indústria precisa dessas séries e franquias fortes para financiar os jogos inovadores, mas o que quero dizer é que não é saudável quando a indústria aposta apenas em séries e franquias.

Acho difícil encontrar uma linha de raciocino que eu concorde mais e seria mesmo muito bom se mais companhias pensassem dessas forma. Bem que todas as desenvolvedoras poderiam dedicar, obrigatoriamente, uma porcentagem de seus ganhos ao desenvolvimento de títulos realmente inovadores, não acham?

[via Edge]

relacionados


Comentários