Meio Bit » Baú » Games » Gabe Newell fala sobre jogos, filmes e o futuro da Valve

Gabe Newell fala sobre jogos, filmes e o futuro da Valve

Ao participar de uma sessão de perguntas e respostas no Reddit, o chefão da Valve disse que a parceria com J.J. Abrams continua de pé, que sua empresa está interessada em inteligência artificial, mas não comentou sobre o tão aguardado Half-Life 3.

18/01/2017 às 13:00

Na tarde de ontem Gabe Newell participou de uma sessão de perguntas e respostas no Reddit e embora o principal nome da Valve tenha se negado a falar sobre o Half-Life 3, dizendo apenas que o “número 3 não deve ser mencionado,” ele comentou sobre alguns assuntos interessantes.

Entre eles está a maneira como a sua empresa tem se comportado ultimamente, ou para ser mais claro, a falta de lançamentos pela qual tem passado. Segundo Newell, o inquietante silêncio da Valve se deve a maneira como eles trabalham, com a produção de jogos podendo mudar radicalmente com o passar do tempo e por isso eles preferem deixar para anunciar algo apenas quando tiverem certeza de como será.

Trabalhar desta maneira impõe uma latência em nossa comunicação — demora mais para entregarmos uma atualização do que fazer um post no blog. Isso pode levar a uma sensação de câmera de eco, onde parece que a Valve não está ouvindo. Nós estamos sempre ouvindo. No geral, achamos que vale a pena.

Uma revelação curiosa feita por Newell diz respeito à franquia Half-Life, a qual diz ser uma das coisas das quais ele se arrepende. Para o executivo, isso se deve a maneira direta como atuou na criação da saga protagonizada por Gordon Freeman, o que fez com que ele passasse a enxergar mais seus defeitos do que as virtudes. Por isso ele apontou Portal 2 como o jogo feito pela Valve que mais gosta.

Também houve espaço para que ele confirmasse que o projeto de um filme feito em parceria com J.J. Abrams continua de pé, o que fez com que muitos fãs até passassem a achar que talvez essa seja a maneira como a Valve está planejando encerrar a história da série Half-Life.

Quanto a novos jogos, Gabe limitou-se a dizer que atualmente eles estão trabalhando plenamente na criação de um título single-player, além de sugerir que pelo menos um voltado para realidade virtual também esteja sendo feito. Já para os fãs de Left 4 Dead, ele evitou negar ou confirmar a existência de um terceiro capítulo, mas deu a entender que o título poderia se encaixar no modelo que posteriormente foi adotado pelo Team Fortress 2, ou seja, o meu temor de que o L4D3 seria um free-to-play não parece infundado.

Por fim, Gabe Newell afirmou que atualmente a Valve está realizando pesquisas no campo de inteligência artificial (GLaDOS ?!) e que pessoalmente ele tem se interessado por interfaces que interliguem o cérebro e computadores.

Tudo isso é muito bacana, mas o que eu realmente gostaria de ver é a Valve produzindo mais jogos. Acho uma pena ver tanto talento desperdiçado por causa de “uns trocados” gerados pelas vendas de jogos no Steam ou das microtransações em alguns dos seus games. Porém, com uma fortuna avaliada em US$ 4,7 bilhões, maior inclusive que a de Donald Trump, desconfio que o Sr. Newell não esteja muito preocupado com a minha opinião.

relacionados


Comentários