Meio Bit » Baú » Engenharia » A eterna corrida armamentista de gatos contra humanos

A eterna corrida armamentista de gatos contra humanos

Gatos podem ser inimigos formidáveis, Mun-Rá que o diga, mas até um simples felino doméstico pode ser um desafio. Que o diga a dona de uma siamesa safada que desencadeou uma corrida armamentista, ao descobrir toneladas de meios de sabotar um alimentador automático e se empanturrar de comida.

22/12/2016 às 23:20

937c998943744ac67a219ce0f03513cd

Desde que nos domesticaram, alguns milhares de anos atrás, gatos convivem muito bem com humanos, tão bem que se entediam, e como não podem nos caçar até a morte por pura diversão, brincam com seu ambiente. Não parece mas gatos adoram um desafio, por isso eles vão entrar onde não devem, ocupar caixas claramente pequenas demais ou reverter a seu estado natural, líquido:

funny-gifs-10-bucks-you-dont-fit-in-this-jar

Algumas vezes um gato entediado vai encarar suas regras como desafios pessoais e, desrespeitando Leis da Física, se teleportará em ambientes fechados, destruirá objetos trancados em gavetas e desaparecerá durante horas enquanto você revira a casa atrás dele.

Desta vez o felino em questão, chamada Sprocket H.G. Shopcat demonstrou ser mais inteligente que sua dona e todos os engenheiros da PetSafe e seu alimentador automático para gatos:

81brxy-8wel-_sl1500_

O conceito é simples: um timer em momentos programados despeja na tigela uma quantidade determinada de comida, o gato come, e sai feliz. Em teoria. Na prática ela aprende que ali dentro daquela máquina tem comida. E Sprocket aprendeu muito bem.

Inicialmente ela descobriu que alguma ração ficava na beirada do buraco, depois que a máquina terminava de jogar a dose diária. O gato balançava o alimentador, a ração na beirada caía, e ele ganhava mais uns petiscos.

screen-shot-2016-12-19-at-6-54-43-pm-600x339

A dona prendeu a máquina a um pé de mesa, com um arame. A gata então aprendeu a abrir a tampa da máquina, método repelido com a adição de um peso de metal.

A guerra continuou, em determinado momento a gata aprendeu a enfiar a pata na abertura e puxar a correia de alimentação, pegando quanta comida quisesse.


Blondie B — IMG 6581

Encurtando a história, que pode ser lida com todos os hilários detalhes no post original, digamos assim: após um total de 20 horas de modificações tecnológicas para tornar à prova de gatos um alimentador que em teoria foi projetado para gatos, o equipamento que era como você vê na abertura, ficou assim:

img_6632-600x800

Lembre-se, estamos falando de um bicho que passa 18 h por dia dormindo e nem sequer tem polegar opositor, mesmo assim conseguiu derrotar uma equipe de engenheiros. Ok, como a Sproquet até agora não voltou a atacar o alimentador, podemos considerar o caso como um empate, o que para quem tem gatos em casa, conta como vitória.

Fonte: Blondihacks.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários