Meio Bit » Arquivos » Games » Capcom vai marcar os rage quitters de Street Fighter V a ferro quente

Capcom vai marcar os rage quitters de Street Fighter V a ferro quente

Capcom vai aplicar restrições em quem fugir dos combates em Street Fighter V: quem for muito frequente será marcado como “rage quitter” em novas partidas online, além de sofrer outras sanções.

19/12/2016 às 13:02

street-fighter-v

Se há uma desenvolvedora verdadeiramente preocupada em expurgar os jogadores nocivos de sua plataforma, essa é a Riot Games. Ela já tomo uma série de medidas drásticas para punir os mais tóxicos jogadores de League of Legends (aqui, aqui, aqui e aqui) e como os resultados estão aparecendo, acaba por inspirar outros estúdios a também procurarem sanitizar seus ambientes online.

A Capcom pode não sofrer de problemas como jogadores desbocados e que agridem todo mundo, mas Street Fighter V sofre muito com os chamados “rage quitters”: um bando de covardes que abandonam as lutas quando estão prestes a perder o combate, o que acaba por prejudicar o progresso de quem leva o game a sério.

A Blizzard também encara os rage quitters de Overwatch a sério, chegando a banir os engraçadinhos da temporada. O que a Capcom está pensando em introduzir em um update próximo, segundo algumas pessoas que andaram fuçando no código do game não é nada tão drástico assim, no entanto é algo que vai ajudar muita gente a evitar enfrentar oponentes que tenham um histórico de abandonar partidas com frequência: eles serão marcados.

rage-quit-and-honor-badges

Na imagem acima (clique para ver em um tamanho maior) você pode notar dois ícones ao lado do perfil dos jogadores. São duas badges novas, a da direita, uma caveira é reservada a quem é um rage quitter descarado e costuma fugir das lutas frequentemente. Ao desafiar tais jogadores fica a critério daqueles mais comportados evita-los (o que é fácil quando se cria uma sala) ou seguir em frente, sabendo que muito provavelmente você não ganhará nada se o vencer porque ele fugirá antes dos pontos serem computados.

Outras restrições previstas pela Capcom estão a redução dos League Points ganhos durante as lutas que os rage quitters finalizarem e restrições de matchmaking, onde o algoritmo de Street Fighter V forçará os fujões a lutarem somente entre si. Não há informações se a Capcom fará avaliações constantes no comportamento dos jogadores (o que é provável) para tirá-los do castigo após um tempo jogando de forma comportada.

Da mesma forma, aqueles que jogarem de forma justa e permanecerem conectados até o fim mesmo diante de uma derrota inevitável receberão uma badge de lutador honrado, o que atesta seu comprometimento com Street Fighter V e com a manutenção de uma comunidade online saudável. Estes receberão vantagens e encontrarão jogadores da mesma categoria mais facilmente.

Como as punições anteriores (remoção dos LPs e bans temporários) não deu muito certo, a Capcom partiu para exposição vexatória dos rage quitters, de modo a fazê-los se emendarem ao envergonha-los. Pode ser que dê certo, toda iniciativa é válida de modo a não prejudicar quem joga Street Fighter V de uma maneira justa. Eu só acho que a desenvolvedora não deveria abandonar as punições anteriores e combina-las com o "badge da vergonha": além do ícone o jogador ficaria sem LPs e fora do modo Ranked Match por um tempo, o que seria... justo.

Obviamente, levem em conta que tudo o discutido aqui são rumores. O próximo update de Street Fighter V sai amanhã, com a introdução de Akuma como personagem jogável. É possível que essas novidades venham junto com o personagem, mas só nos resta aguardar.

Fonte: NeoGAF.

relacionados


Comentários