Meio Bit » Baú » Games » Apenas um console seria a solução?

Apenas um console seria a solução?

18/07/2009 às 14:47

Volta e meia a sugestão de que deveria existir apenas um console volta à tona e aos poucos essa ideia vai ganhando mais força. Quem discursou sobre o assunto dessa vez foi Denis Dyack, fundador da Silicon Knights (Too Human e Eternal Darkness). Durante uma conferência para desenvolvedores, o game designer disse que os jogos eletrônicos seguir o cinema e adotar uma mídia universal. Veja:

Se olharmos para a indústria dos filmes, há apenas um projetor. É uma bela forma de padronização para como vou exibir este filme. Não temos isso nos videogames por enquanto e precisamos caminhar para esta direção. Pessoalmente gostaria de ver isso, mas vamos ver. As fabricantes de consoles não ficarão muito felizes.

dori_dya_17.07.09 Foram lançados 300 ou mais jogos em novembro passado. Em se tratando de performance, estamos super-abastecidos. Estamos criando mais jogos do que os consumidores podem comprar. O marketing está tendo um efeito desproporcional em relação ao sucesso, porque há tantos jogos por aí que as pessoas estão nos ignorando. As vezes não importa se o jogo é bom ou não; se você não tem apoio do marketing, ele não venderá.

Por mais difícil que seja, se deixarmos de lado a discussão se apenas um console seria bom ou não para o consumidor, a opinião de Dyack me parece muito sensata. Já disse antes que hoje são lançados jogos demais, invariavelmente de baixa qualidade acredito mesmo que muitas plataformas não é uma boa quando nos referimos a história. Pensa bem, se você quiser assistir um filme da década de 30, basta alugar/comprar o DVD e pronto, mas e se você quiser jogar um game do Master System ou do Virtua Boy?

É difícil acertar em cheio o rumo que a indústria dos games tomarão, mas como disse antes, parece cada vez mais certo que num futuro não muito distante todos os jogos estarão rodando em apenas um aparelho.

[via Videogamer]

relacionados


Comentários