Meio Bit » Baú » Hardware » Vale do Telureto de Bismuto

Vale do Telureto de Bismuto

15/07/2009 às 18:58

http://www.behindthegreen.org/storage/images/bismuth_telluride.jpg Se hoje “Vale do Silício”, quem sabe amanhã “Vale do Telureto de Bismuto”. Esse material de nome estranho pode ser a chave para um grande passo futuro onde será possível criar processadores muito mais eficientes do que tudo o que já se viu feito com o tradicional silício.

As propriedades do Telureto de Bismuto fazem dele o material-base para um tipo de computação totalmente novo, chamado spintrônica, que se espera ser o próximo salto evolutivo da informática.

Os físicos Yulin Chen e Zhi-Xun Shen e outros pesquisadores da Universidade de Stanford, nos EUA, usaram uma fonte síncrotron de raios X para determinar experimentalmente que o telureto de bismuto é um "isolante topológico" a temperatura ambiente. Em outras palavras, ele permite o fluxo livre de elétrons na sua superfície, sem perda de energia e com um aquecimento muito menor.

A mágica é possível graças a um fenômeno denominado efeito spin Hall quântico. Sabe quando aquele seu professor de física do colegial te passou uma fórmula gigante e disse “não tente entender, apenas siga a fórmula” e você ficou nervoso com isso? Pois é, se você quiser entender o efeito spin Hall quântico, pode até começar por aqui. Senão, saiba apenas que ele é primordial na criação de dispositivos spintrônicos, superiores aos atuais dispositivos eletrônicos.

A boa notícia é que o Telureto de Bismuto não é um material raro nem impossível de ser produzido. De fato, ele é um material simples de ser criado e manipulado com a tecnologia atual. É esperar para ver.

Fonte: Science Daily

relacionados


Comentários