Meio Bit » Baú » Engenharia » DENÚNCIA: o botão de fechar no elevador não faz nada!

DENÚNCIA: o botão de fechar no elevador não faz nada!

Efeito placebo é uma realidade, mas não serve só pra vender fosfoetanolamina, também é usado em… elevadores. Isso mesmo, aquele botão de fechar a porta? Na imensa maioria dos elevadores, não funciona. Não está ligado a nada.

10/11/2016 às 22:42

turbolift

Esqueça Trump, esqueça a denúncia de que Michel Temer é um reptiliano, esqueça que combustível de jato não consegue derreter vigas de aço. O problema aqui é sério. É uma conspiração, fomos enganados por décadas e ninguém acreditou, ninguém falou nada. Agora chega, que se danem as retaliações dos Illuminati, vamos colocar o dedo na ferida:

O botão de fechar a porta do elevador não serve pra nada.

Eu sei, eu sei, todo mundo já passou por isso. Você está no elevador, aquela alma sebosa que monopoliza o microondas da empresa vem correndo em direção ao elevador. Você sorri enquanto aperta desesperadamente o botão de fechar. O verme acelera o passo, as portas começam a fechar mas o infeliz estica os braços e consegue segurar a porta, feito um T-1000 dos infernos.

dylmcbrlkisotyq-1600x900-nopad

A realidade é que não adiantou nada você apertar o tal botão. Segundo Karen W. Penafiel, diretora-executiva da Indústria Nacional de Elevadores dos EUA o botão de fechar portas caiu em desuso na década de 1990, quando o Americans With Disabilities Act modificou o comportamento de um monte de equipamentos, regras arquitetônicas e outras minúcias do dia-a-dia que tornam mais complicada a vida de pessoas deficientes.

A legislação determina que a porta do elevador deve permanecer aberta o suficiente para que alguém com dificuldade de locomoção, usando muletas ou cadeira de rodas consiga entrar. O botão para apressar o fechamento seria perigoso.

Só que remover o botão exige reprojetar painéis e irrita os usuários. Os fabricantes preferiram manter os botões, só desconectando-os. Assim por puro efeito placebo os apressados podem apertar o botão de fechar porta até ela começar a fechar no momento de sempre, e ainda acharão que adiantaram o dia em alguns segundos.

Mais ou menos como os idiotas que apertamos o botão de chamar o elevador várias vezes, assim ele vem mais rápido.

Outra faceta da conspiração: sabe este negócio aqui?

Push, push, push

Quando Nova York começou a se livrar desses botões de travessias de pedestres em 2004, catalogou 3.250 instalados. Desses mais de 2.500 não estavam ligados a nada, o sinal funcionava 100% na base do temporizador.

O racional é simples: sem o botão as pessoas atravessavam com o sinal vermelho, não esperavam. Com o botão o sujeito aperta, e como bom hamster pavloviano, espera até o sinal fechar pros carros. Aí ele atravessa. Bom garoto!

No final só uns 500 foram removidos, os botões continuam até hoje, sem função em sua absoluta maioria, funcionando como placebo enquanto computadores cuidam da sincronia dos sinais, sem gente apertando botões aleatoriamente e estragando a linda e complexa coreografia criada pelos engenheiros de tráfego.

Fonte: The New York Times.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários