Meio Bit » Arquivos » Mobile » Responsáveis pelo LeapDroid se unem ao Google e emulador do Android é descontinuado

Responsáveis pelo LeapDroid se unem ao Google e emulador do Android é descontinuado

LeapDroid is no more: responsáveis pelo emulador do Android são contratados pelo Google e software, que não faz parte do acordo é descontinuado.

08/11/2016 às 9:30

leapdroid

Dentre os vários emuladores de Android para desktop disponíveis, o LeapDroid se destacava pela simplicidade e fidelidade: ele era mais descomplicado que o Droid4x e reproduzia o ambiente do robozinho diferentemente do Bluestacks, o que o tornava uma opção muito interessante para quem não desejava instalar o Android x86 diretamente.

Ênfase no era: ontem os desenvolvedores Huan Ren e Huihong Luo anunciaram o fim do projeto, ao mesmo tempo em que estão indo para o Google.

O LeapDroid é um produto relativamente recente: Ren e Luo começaram a desenvolvê-lo em 2015 e a primeira versão comercial do software foi liberada apenas em julho último, e já de cara entregava uma performance em games superior à maioria dos emuladores de Android para PC disponíveis; isso foi um convite e tanto para quem gosta de curtir games em seu smartphone mas sente falta de utilizar controles físicos principalmente com os emuladores de consoles antigos. Claro que aí o fator portabilidade vai pelo espaço, mas nada é perfeito.

O LeapDroid rodava Android 4.4.4 KitKat e já tinha previsão de atualizações futuras, mas desde já ele era compatível com apps/games x86 e ARM e era muito competente. Isso até o Google entrar na jogada.

Através de um comunicado oficial, Luo e Ren informam que estão se unindo à equipe do Google para trabalhar em um projeto interno não revelado, e como consequência o desenvolvimento do LeapDroid está encerrado. Ele não mais será distribuído oficialmente e quem o utiliza hoje não terá mais suporte ou atualizações. Ou seja, MÓR-REU!

A empresa não foi comprada pelo Google, no entanto o mais provável de ter acontecido é que Mountain View já está trabalhando em algo semelhante (a promessa de fornecer apps do Android para execução em desktops é antiga) e contar com ambos seria interessante para deslanchar seus planos. Ao mesmo tempo, a popularidade do LeapDroid deve ter incomodado ao ponto de a companhia gentilmente sugerir que ele fosse descontinuado, talvez por estar pensando em uma solução semelhante para o futuro (e os demais não passam de curiosidade para geeks; já o LeapDroid estava atraindo o usuário leigo).

É uma pena ver um software tão bom e simples morrer assim, mas se no futuro tivermos uma solução semelhante e oficial talvez possamos sair ganhando afinal. Quem já usa o LeapDroid poderá continuar a fazê-lo, mas sem updates. Já os demais que desejam conhecê-lo, é bom tomar cuidado com links suspeitos internet afora já que ele não mais será distribuído por seus criadores.

Fonte: LeapDroid.

Leia mais sobre: , , , , .

relacionados


Comentários