Meio Bit » Arquivos » Games » Paper Mario: quando os anfitriões criaram consciência

Paper Mario: quando os anfitriões criaram consciência

Após 16 anos desde o seu lançamento, somente agora um jogador encontrou uma série de mensagens escondidas no Paper Mario, jogo criado para o Nintendo 64.

31/10/2016 às 13:00

paper-mario

Nas últimas semanas a série Westworld tem abordado de maneira brilhante o tema das máquinas criarem consciência, algo que a ficção sempre tentou explorar e que muitas vezes serviu para dar início a ótimas discussões sobre filosofia e ética. Tente imaginar por exemplo você se dar conta de que o seu passado nunca existiu e que você é apenas um androide?

Como tal hipótese ainda parece coisa de Hollywood, por enquanto nos divertimos com tais histórias e embora numa proporção muito menor do que o que vemos na obra de Jonathan Nolan e Lisa Joy, esse ganho de consciência de certa forma foi visto recentemente no Paper Mario, jogo lançado no ano 2000 para o Nintendo 64.

Mesmo tendo se passado tanto tempo desde a sua chegada ao antigo console, só agora um jogador encontrou uma série de mensagens escondidas no título, algo que demanda a execução de diversos passos bastante complicados e que acaba colocando a pessoa numa região que só deveria poder ser acessada mais tarde.

Ao explorar o glitch, o sujeito percebeu que um personagem teve sua fala retirada da versão americana do jogo, então ele tentou fazer o mesmo na japonesa e voilà! A maioria dos NPCs passaram a tratar o jogador como se ele não devesse estar lá, dizendo frases como “Você não deveria estar aqui, se chegou, por favor entre em contato”, “Essa mensagem não deveria aparecer, o que devo fazer caso aconteça…?” ou ainda “Essa mensagem não deveria aparecer. Ficarei assustado se acontecer…”.

É claro que a comparação que fiz com o Westworld foi uma brincadeira e isso não significa que acho que em breve os cogumelos se unirão para criar uma Skynet, mas ao assistir o vídeo que mostra as mensagens, é tragicômico perceber o “desespero” dos personagens, o que considero uma bela sacada por parte da Nintendo. Só é uma pena pensar que os NPCs nunca receberão a ajuda pela qual tanto clamam.

Fonte: Nerdist.

Leia mais sobre: , , , , .

relacionados


Comentários