Meio Bit » Baú » Games » Desvio de dinheiro até no mundo virtual

Desvio de dinheiro até no mundo virtual

06/07/2009 às 12:05

Foi-se o tempo em que as pessoas deveriam proteger seu dinheiro de ameaças reais como marginais e senadores corruptos. Apontado por muitos como detentor do mais complexo sistema econômico controlado pelo jogador, o MMO Eve Online sofreu nos últimos dias um duro golpe que serve para nos chamar a atenção para um detalhe: até que ponto nossos tesouros virtuais estão seguros?

Dentro do jogo existe uma instituição financeira chamada EBank, a maior do mundo universo virtual. Esse banco é totalmente controlado por jogadores e recentemente foi descoberto que um deles, um australiano conhecido como Ricdic e que já “trabalhava” no lugar há bastante tempo e ocupava o cargo de CEO, estava desviando alguns trocados virtuais para vender no mercado negro e ajudar a pagar suas contas na vida real. No total o salafrário roubou 200 bilhões de ISK, a moeda local, cerca de 8,6% de todo o dinheiro disponível no banco e que daria cerca de 5100 dólares.

Eu não possuo conhecimento em economia, portanto não poderei afirmar ao certo, mas além de, de certa forma manchar a imagem do jogo, o que Ricdic fez deve afetar consideravelmente o equilíbrio, principalmente financeiro do Eve Online. Logo após a notícia correr pelo game, vários jogadores retiraram seus investimentos do EBank com medo de serem lesados. Estima-se que cerca de 600 bilhões de ISK tenham sido sacado após o roubo.

Acho que o Ebank não poderá mais se gabar de possuir uma sólida estrutura, onde todos vigiam todos e as fraudes não existem. São os games imitando a vida e começo a achar que a realidade virtual deles está ficando perigosa (e chata) demais, quem deveria dar o exemplo, aproveita para meter a mão na cumbuca e a população apenas assiste tudo de camarote.

dori_eve_06.06.09

[via Reuters]

relacionados


Comentários