Meio Bit » Baú » Ciência » Jeff Bezos bota foguete na mesa e diz: “o meu é maior que o seu, Musk”

Jeff Bezos bota foguete na mesa e diz: “o meu é maior que o seu, Musk”

Depois de brincar bastante com o New Sheppard, Jeff Bezos mostrou seu foguete de verdade: o New Glenn, só perde para o Saturno V (e o SLS) em termos de tamanho. Teremos um novo player no disputado mercado espacial, e em breve.

15/09/2016 às 13:51

austin-powers-the-spy-who-shagged-me-2

Não sei se é uma das Regras de Aquisição Ferengi, mas competição é bom para os negócios. Mesmo os espaciais. Os EUA só chegaram na Lua em dez anos por causa dos russos fungando no cangote. Hoje há pouca inovação, usamos foguetes dos anos 70 e motores recondicionados de mísseis russos justamente por falta de competição, mas isso está mudando.

A SpaceX mexeu com o mercado, acelerou o desenvolvimento de foguetes pela concorrência, hoje a NASA financia 3 projetos de transporte espacial, o Dream Chaser, a Dragon V2 e a cápsula da Boeing, antigamente só terceirizaria a Orion para um contratado externo e esperaria uma década.

Só que Musk não está seguro. Comendo pelas beiradas vem Jeff Bezos, o nada simpático fundador da Amazon. Bezos quer ganhar dinheiro com espaço, e seu New Shepard já mostrou que em poucos anos com dinheiro e competência (estou olhando pra você, AEB) dá pra sair do zero e construir um foguete sub-orbital reutilizável. Ao mesmo tempo estão desenvolvendo o BE-4, motor de foguete que vai substituir os russos, usados por falta de alternativa nacional. E o bicho é grande!

caousfsumaaaqpy

Movido por uma mistura de oxigênio líquido e gás natural, o BE-4 põe fim à piada de que pobre só sobe na vida quando explode o botijão de gás na favela. Agora astronauta também.

Sete BE-4s serão a base do New Glenn, foguete anunciado ontem por Bezos, o primeiro foguete de verdade da Blue Origin, e não estão pensando pequeno. Nada de Falcon 1, foguetes pequenos. Querem ir direto pra Primeira Divisão:

jeff-fullsize

Com 7 metros de diâmetro o New Glenn é mais potente que o Delta IV Heavy da ULA, mas não alcança os números do Falcon 9 Heavy, embora seja maior. Só que potência não é tudo: o Falcon 9 tem 3,5 m de diâmetro; o que limita o tamanho das cargas, você pode usar carenagens mais largas que o foguete mas não muito. Os 7 m do New Glenn permitem objetos maiores, como módulos de estações espaciais.

cskbct2wiaafhsi

O principal ponto do New Glenn é que seu primeiro estágio é reutilizável, isso vai jogar os custos no chão, Elon Musk não vai gostar nada disso. Nem ninguém mais que presta serviços de lançamentos, mas concorrência é isso aí.

Por enquanto há muito pouco disponibilizado pela Blue Origin, mas Bezos foi específico quanto a prazos. O New Glenn voará “antes do final da década”. Nada mau, levando em conta que o projeto começou em 2012, e a Blue Origin como um todo foi fundada em 2000 e até hoje consumiu US$ 500 milhões, mais ou menos o mesmo que o Brasil enterrou no foguete imaginário ucraniano.

Fonte: SpaceFlight Now.

Leia mais sobre: , , , , .

relacionados


Comentários