Meio Bit » Arquivos » Ciência » BREAKING NEWS: SpaceX manda satélite de US$ 285 milhões pro espaço

BREAKING NEWS: SpaceX manda satélite de US$ 285 milhões pro espaço

BREAKING NEWS: um Falcon 9 carregando um satélite israelense explodiu momentos antes de um teste estático no Cabo Canaveral. Veja tudo que sabemos até agora.

01/09/2016 às 15:04

CrRnFsCUMAER-jy

Hoje, aproximadamente às 09:07 (hora local) uma explosão sacudiu a Plataforma 40 no Cabo Canaveral. Um foguete Falcon 9 foi pulverizado, mas como a NASA é uma agência séria de um país sério, medidas de segurança extremas garantiram que ninguém saísse ferido.

O acidente segundo a empresa ocorreu antes do teste estático, quando os motores e sistemas da nave são acionados, é a chance de identificar anomalias que só ocorrem durante o funcionamento, e corrigi-las em solo, bem mais fácil do que mandar um mecânico para um foguete subindo a 8.000 km/h. Aqui um exemplo de um teste desses:


SpaceX CRS-2 Static Fire: 2/25/13

Testar os motores assim provê toneladas de dados que não podem ser obtidos de outra forma, e serve para garantir o funcionamento de sistemas importantes como o cancelamento de emergência, que já foi usado em lançamentos reais.

Fora o estagiário esquecer de puxar o freio de mão (aquele chato do outro texto provavelmente vai me corrigir dizendo que isso não existe) não se espera falhas catastróficas em testes estáticos, historicamente conta-se nos dedos do Lula quantas vezes algo ruim aconteceu. Então, o que houve hoje?

vlcsnap-error694

vlcsnap-error782

A explosão ocorreu antes do teste em si. Segundo a SpaceX foi uma anomalia na plataforma durante o abastecimento. E não, não foi o estagiário usando celular. Pode ser que alguma mangueira tenha se soltado, uma válvula congelou e a pressão fez com que a conexão explodisse, as possibilidades são muitas, besteira ficar especulando quando basta esperar alguns dias e tudo será esclarecido.

Aqui o vídeo:


USLaunchReport | SpaceX - Static Fire Anomaly - AMOS-6 - 09-01-2016

Se for confirmado que foi um problema da plataforma e não do foguete, será excelente, significa que a linha de produção não precisará ser paralisada, mas de qualquer jeito a SpaceX tomou um enorme prejuízo.

A plataforma foi destruída, a torre sofreu danos sérios, levarão meses para reconstruir e certificar tudo. A SpaceX só poderá fazer lançamentos da Base Aérea de Vandenberg, que só serve para órbitas retrógradas (que ninguém usa) ou polares (que quase ninguém usa).

CrRohycWYAAKpZM

Agora a parte ruim: fora o prejuízo do foguete, foi pro espaço (não literalmente) o AMOS-6, um satélite de 5,5 toneladas da israelense Spacecom, que estava em vias de ser vendida. Resultado? Além dos US$ 285 milhões do satélite, parece que o negócio micou, e as ações da Spacecom refletem isso:

CrRoDPHXEAAu_hg

UPDATE: segundo Tio Musk a anomalia surgiu perto tanque de oxigênio do segundo estágio.

elon

UPDATE 2: o satélite estava coberto por um seguro de US$ 285 milhões, valeria do momento do lançamento a até um ano depois. Sim, a palavra-chave é “lançamento”. Como o acidente ocorreu antes, o seguro não vai cobrir.

UPDATE 3: o Falcon 9 era zero km recém tirado da caixa. O vôo com o 1º estágio recondicionado será (ou seria) só no final do ano.

Leia mais sobre: , , , , , , .

relacionados


Comentários