Meio Bit » Baú » Games » Activision se cansa da Sony (blefe?)

Activision se cansa da Sony (blefe?)

19/06/2009 às 17:18

Não tenho como esconder minha surpresa ao ler as declarações dadas por Bobby Kotick ao Times Online. O CEO da Activision fez duras críticas a Sony, afirmando que o PS3 precisa urgentemente de uma redução de preço e caso isso não aconteça, a taxa de adesão a plataforma deverá cair. Embora muitos dirão que ele apenas engrossou o coro por preços menores, o executivo foi além, dizendo inclusive que pode parar de produzir para o PS3 e para o PSP.

Estou ficando preocupado com as Sony; o Playstation 3 tem perdido um pouco de impulso nas vendas e não está sendo fácil para mim continuar dando suporte para a plataforma. É caro desenvolver para o console e tanto o Wii quanto o Xbox 360 estão simplesmente vendendo mais. Quando olhamos para 2010 e 2011, precisamos considerar se daremos suporte para o console – e para o PSP também.

dori_act_19.06.09 A reclamação por parte do portátil acho compreensível, o aparelho está dominado pela pirataria, a Sony não parece ter nenhuma solução e o caso infelizmente pode ser dado como perdido. Porém, quando passamos para o Playstation 3, a situação fica mais difícil de entender. A estimativa é que o console já tenha vendido quase 23 milhões de unidades, uma base instalada que mesmo sendo a menor dessa geração, é considerável. Lembre-se também que não existe a possibilidade de alguém jogar no videogame negro com um jogo que não seja original, o que teoricamente garantia boas vendas para as produtoras. A produtora alega ainda que a taxa de licenciamento da Sony precisa diminuir, o que teria custado aos cofres da Activision-Blizzard, cerca de 500 milhões de dólares, apenas no último ano.

Passamos então para os números de vendas do jogos. Usando apenas exemplos da própria produtora, podemos notar que mesmo tendo números melhores no Xbox 360 (1 e 2, ou 3 e 4, ou mesmo 5 e 6), as versões dos PS3 não podem ser consideradas fracassos, com vários milhões de cópias vendidas.

Talvez Kotick se assuste pelo fato do videogame da Microsoft possuir números mais expressivos mesmo com os jogadores tendo a opção dos piratas, mas não deixa de ser chocante pensar que a maior produtora do mundo possa desistir da Sony. Particularmente acho que tudo não passa da boa e velha pressão psicológica, mas tornar isso público mostra que eles podem não estar brincando. Me parece que o problema não seria com as plataformas e sim com a dona delas e já pensou se a EA, outra gigante, resolve fazer parte dos insatisfeitos?

[via Joystiq]

relacionados


Comentários