Meio Bit » Baú » Engenharia » Uma proposta incrível envolvendo hambúrguer. Bônus: sem marmotagem

Uma proposta incrível envolvendo hambúrguer. Bônus: sem marmotagem

Nem tudo envolvendo hambúrguer precisa lembrar enganação. Dá pra ser bem honesto na área, como esse pessoal que fez uma tomada incrível com efeitos totalmente práticos, sem nada de computação gráfica.

29/08/2016 às 21:28

1683174-poster-1920-krusty-burger-and-moes-tavern-open-irl

Todo mundo gosta de reclamar que o sanduba da lanchonete não é igual ao da foto. Claro, ninguém quer esperar 20 min e pagar 5× mais pra ter um idêntico. Fazer o sanduíche da foto não é fácil, até porque na maioria das vezes ele nem é de verdade. O sorvete? É de plástico, assim como o sabonete. As comidas quando de verdade são plastificadas em resina, e os carros que você vê em comerciais? 90% das vezes são CGI.

Computação gráfica salva tempo e dinheiro, mas não substitui a coisa real, quando bem feita. Veja este hambúrguer:


Burger Deconstructed in Slow Motion from Steve Giralt

Ele é obra de Steve Giralt, Diretor e Engenheiro Visual de uma produtora de vídeo. Com ênfase no “engenheiro”. A proposta era fazer um hambúrguer se montar, sem usar um pingo de computação gráfica.

Depois de bater cabeça um tiquinho, ele resolveu criar um equipamento baseado em um Arduíno para comandar com precisão de milissegundos o acionamento de diversos componentes de uma estrutura que manteria o hambúrguer “suspenso”.

Ao mesmo tempo um robô executaria a movimentação de câmera em alta velocidade.

Deu um senhor trabalho, mas ficou muito mais real e bonito do que qualquer coisa feita em computação gráfica. Um belo exemplo pro pessoal que insiste em declarar a morte dos efeitos práticos.


Deconstructed Burger Behind The Scenes from Steve Giralt

relacionados


Comentários