Meio Bit » Baú » Games » E3 2009 - Fechamento

E3 2009 - Fechamento

16/06/2009 às 1:17

Sim, eu sei. Para muitos chega de falar sobre a E3, apesar de ser o mais importante evento de games do mundo e, certamente, não presenciaremos uma quantidade tão grande assim de informação, de uma vez, durante o restante do ano.

A E3 voltou a ser a verdadeira E3, sem salinhas mequetrefes com reuniões safadas rolando para poucos poderem dar seus devidos pareceres. No entanto, de alguma forma essas salinhas afetaram o evento de uma forma geral. Muita coisa rolou em áreas escondidas e com (pasmem!) seguranças barrando a entrada.
Infelizmente, era de se esperar tal atitude, apesar de ser babaca e sem nexo. Quem não é imprensa ou afim, paga a bagatela de US$ 500 para entrar e "curtir" 3 dias de evento: caro e raras são as pessoas que pagariam tanto por isso. Não menosprezando, mas é muito caro! Algumas empresas tinham medo de mostrar um lançamento que será visto no fim do ano, como se alguma produtora "indie" fosse copiar, com seus 15 funcionários e fazer um serviço melhor que os 200 da grande produtora, que trabalharam por mais de um ano em tal projeto secreto. Eu me senti incomodado com tais atitudes, principalmente de empresas como Activision e Electronic Arts que "esconderam" Modern Warfare 2 e Fifa 2010... a que fundamento? MW2 já estava em pre-order e Fifa 2010, bem... é mais um Fifa! Não será um Projeto Natal com uma bola de futebol. Respeito a decisão deles em partes, mas com um leve mal humor de reação e que foram ouvidos por eles (claro que isso não ajuda em nada). Ao passear pela feira encontrei uma pessoa do time de desenvolvimento do MW2 que não quis dar entrevista "oficialmente", mas mesmo assim respondeu algumas perguntas que não foram válidas para serem postadas aqui no MB. E eu deixei isso claro para ele pela falta de consideração da Activision.

Algumas empresas importantes não apareceram (leia-se Take 2 e Atari), e outras deixaram claro que não tem interesse de estar na E3 2010. É culpa da tal crise? O evento foi movimentado e divertido de uma forma geral. Muita coisa mostrada valeu a pena, Projeto Natal, Splinter Cell, Final Fantasy... O evento foi bem menor que nos outros anos que realmente tinham a feira, mas para um retorno das cinzas foi de ótimo tamanho. Ver a Eidos com um estande grande e apenas 2 jogos nele foi estranho, tudo bem que recentemente foi comprada pela Square Enix...

O Brasil teve um certo "destaque" lá. Somos a bola da vez, muitas empresas perguntavam muito de como é aqui, como o nosso mercado estava reagindo. Ficaram surpresas ao saber que a Live não está aqui, que a PSN é limitadíssima e que pagamos taxas abulsivas de todos os lados, incluindo do governo. A Hoplon com seu Taikodom foi a primeira empresa brasileira que apareceu oficialmente em um estande na E3. Eu achei muito emocionante de alguma forma mereceram e eu espero que Taikodom realmente seja algo "jogável" perfeitamente um dia.

A festa, as mulheres, os grandes jogos, os game designers, os estandes e as pessoas do mundo inteiro fizeram dessa, uma E3 inesquecível como ela sempre foi e nunca deveria ter deixado de ser. Que em 2010 mais portas estejam abertas para vermos o que quisermos e que o Brasil seja mais respeitado do que está sendo agora.

relacionados


Comentários